De repente, quando menos se espera, o celular está com bateria “no osso”. Mais um pouco, e você fica isolado do mundo. Muita gente leva um carregador de bateria (que é caro) e outros procuram algum lugar para dar um “carga rápida”. O desempenho de bateria está entre as maiores queixas dos usuários de celulares. O consultor em tecnologia Everton Vianna (*)  explica alguns mitos e verdades sobre o assunto, além de trazer dicas de como otimizar seu uso.

1 – Bateria viciada == Mesmo que a não tenha mais o desempenho de antes, ou demore mais tempo para carregar, ou descarregue muito rápido, não significa que sua bateria esta viciada. As baterias de hoje são de ion de lítio, o que significa que ela não vicia e pode ter cargas parciais sem estraga-las. Antigamente isso acontecia porquê elas eram de níquel Cadmo, ou seja, ela possuía memória.

2 – Ao comprar um celular é necessário fazer a primeira carga completa ==  Os celulares costumam ser vendidos com uma carga parcial e como as baterias atuais não viciam, fica a critério do usuário fazer a primeira carga, ou não. Isso não irá influenciar no desempenho.

3 – Descarga até desligar o aparelho de celular ==  Essa é uma das piores situações a que o usuário pode submeter o celular. Por causa da tecnologia das baterias (ion e lítio), este é um dos fatores que faz com que diminua a vida útil de sua bateria. Porém não se desespere, grande parte das empresas já sabem desse problema e fabricam o celulares com um programa que faz com que desliguem com cerca de 5%, dessa forma garante a vida útil da bateria.

4 – Deixar o celular carregando por um longo período ==  Tudo depende, neste caso vale fazer algumas pontuações. Caso o carregador seja original e sem defeito, já que os celulares atuais também saem de fábrica com um dispositivo que corta a energia quando chegam em 100%, para que ele não superaqueça. Caso ele não seja original, é melhor ficar de olho. Essa comunicação entre carregador e aparelho é falha e pode aquecer o celular, podendo queimar o smartphone ou até mesmo colocando sob risco de explosão.

5 – Fazer uso do celular enquanto ele esta carregando ==  Em teoria, acarretaria em uma maior demora na carga. Porém as altas temperaturas enfraquecem a performance da sua bateria e que pode ocasionar danos à alguns componentes do celular. Sendo assim,  utilizar aplicativos pesados, ou jogos pesados ao mesmo tempo em que coloca carga, pode superaquecer o celular. O ideal é que se durante o uso sentir o aparelho aquecendo, desligue-o imediatamente, ou retire do carregador.

6 – Carregadores veiculares genéricos danificam a bateria ==  Esse tipo de carregador não possui um funcionamento apropriado e a oscilação de seu funcionamento, pode causar danos irreversíveis à sua bateria.  Isso também acontece para os carregadores de tomada. Sendo assim, dê preferencia por carregadores originais do mesmo modelo de seu celular, mesmo que sejam de outras marcas, desde que também originais e tenham garantia de funcionamento.

7 – Carregadores Turbos para todos celulares == Sim e não. Ele tem um filtro que regula a potência de carga para não danificar seu celular, então caso o seu celular não tenha a tecnologia necessária para um carregamento turbo, ele não terá um carregamento rápido como o esperado, porém ele irá funcionar como um outro carregador tradicional.

8 – Celular muito quente pode estraga a bateria == Esta é uma das grandes verdades, submeter o celular a altas temperaturas drena a bateria de forma mais rápida, o que por consequência também diminuir a vida útil dela.  Para uso em automóvel é recomendado que procure um local com menor exposição solar. Celular e sol não combinam

9 – Baterias explodem ==  Por mais que não seja comum, podem haver problema de engenharia, ou mau uso da bateria que ocasionem uma explosão. É comum os celulares possuírem um sistema para manter a temperatura estável e em caso de super aquecimento a bateria torna-se inoperante, mas por mau uso do aparelho, como uso inadequado de carregadores, este sistema pode estar com deficiência.

10 – Vida útil de uma bateria ==  Assim como todos os equipamentos, existe um desgaste natural de sistema e peças, isso também acontece com a bateria. A vida útil tem em média um ano sem apresentar problemas, mas todos os fatores citados anteriormente podem prolongar esta vida. Porém é natural que o desempenho caia com o tempo.


(*) Everton Vianna é graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Atua com tecnologia desde 1999 na época da bolha da internet, tendo passagens por agências digitais e empresas de TI. É também produtor de conteúdo especializado em tecnologia e como consultor de tecnologia. <Com apoio de informações/fonte:Agencia G3 Comunicação >>

Natal 2017 CN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here