O Serviço de Atendimento Especial – Atende + foi criado por meio do decreto nº 36.071 de 09 de maio de 1996 e atualmente é regido pela Lei Municipal nº 16.337, de 30 de dezembro de 2015. É uma modalidade de transporte porta a porta, gratuito aos seus usuários, com regulamento próprio, oferecido pela Prefeitura do Município de São Paulo, gerenciado pela São Paulo Transporte S.A. e operado pelas empresas de transporte coletivo do município de São Paulo e cooperativa de táxis acessíveis.

Destina-se às pessoas com autismo, surdocegueira ou deficiência física com alto grau de severidade e dependência, no horário das 7h às 20h, de segunda-feira a domingo, excetuando-se os feriados.

O atendimento é prestado a clientes cadastrados, com uma programação pré-agendada de viagens.

Além do atendimento porta a porta a clientes cadastrados, o Atende + oferece atendimentos nos fins de semana, denominados de “eventos aos fins de semana”. Neste tipo de serviço, os pedidos de transporte são feitos diretamente pelas instituições que trabalham com pessoas com deficiência (com, no mínimo, dez dias de antecedência). As instituições precisam efetuar cadastro prévio na SPTrans.

O Atende + tem veículos devidamente adaptados e roda cerca de um milhão de quilômetros/mês.

Todos os usuários do Serviço de Atendimento Especial – Atende + e demais munícipes interessados em obter informações, podem fazê-lo por meio da Central de Atendimento 156 da Prefeitura ou ainda nos postos de atendimento da SPTrans.

Quem pode usar o Atende +  ===  O serviço Atende + destina-se, exclusivamente, às pessoas com autismo, surdocegueira ou deficiência física e mobilidade altamente reduzida. Pessoas que apresentem doenças como, Insuficiência Renal Crônica, Diabetes, Câncer, Aids, Obesidade Mórbida, bem como deficiências intelectuais, visuais e auditivas, se não estiverem associadas à deficiência motora com comprometimento severo da mobilidade, não são caracterizadas com o perfil previsto para utilizar o benefício, segundo a legislação e regulamento do Serviço.

Inscrição de novos usuários ===  O passageiro ou seu responsável deve comparecer a um Posto de Atendimento da SPTrans e retirar a Ficha de Avaliação Médica ou imprimi-la aqui.

Então, deverá encaminhar a Ficha ao médico que acompanha a pessoa com deficiência. O profissional é de livre escolha do usuário.

Depois que o médico preencher a Ficha, o usuário ou seu responsável comparecerá a um dos Postos de Atendimento da SPTrans, entregará a ficha preenchida pelo médico, entregará cópia dos documentos pessoais e informar a programação de viagens regulares, se houver.

Após a conclusão da inscrição, será entregue um Protocolo de Inscrição.

A documentação será avaliada pela SPTrans, quanto ao perfil exigido e, caso a inscrição seja aceita, o passageiro ou seu responsável receberá carta com o resultado da inscrição.

Documentos necessários:

Usuário:

  1.  CPF e RG ou certidão de nascimento em caso de menor de idade (originais e cópias).
  2.  Comprovante de endereço (original e cópia), com CEP (conta de água, luz ou telefone).

Responsável:

  1. RG (original).
  2. Comprovante de endereço (original), com CEP (conta de água, luz ou telefone).

Detalhes/Regulamento — Clique:   https://bit.ly/2KYsqe1

<Com apoio de informações/fonte e fotos: Assessoria de Comunicação SP Trans / PMSP >

————————————————-

Organicos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora