O Programa Direção Segura – ação coordenada pelo Detran.SP para a prevenção e redução de acidentes e mortes no trânsito causados pelo consumo de álcool combinado com direção – autuou 36 pessoas em operações de fiscalização da Lei Seca realizadas entre a noite de 6ª feira (19/01/2018)  e a madrugada deste sábado (20) na Zona Norte de São Paulo.

Durante as blitz, realizadas na avenida educador Paulo Freire e Ponte Vila Maria, foram fiscalizados 530 veículos. Os 36 condutores foram autuados por embriaguez ao volante ou recusa ao teste do etilômetro e terão de pagar multa no valor de R$ 2.934,70, além de responder a processo administrativo no Detran.SP para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Um dos motoristas, além dessas penalidades, também responderá na Justiça por crime de trânsito porque apresentou índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro. Se condenado, poderá cumprir de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a Lei Seca, também conhecida como “tolerância zero”.

Ação integrada – Lançado no Carnaval de 2013, o Programa Direção Segura integra equipes do Detran.SP, das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica. Pela Lei Seca (lei 12.760/2012), todos os motoristas flagrados em fiscalizações têm direito a ampla defesa, até que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multa será dobrado.

DETRAN.SP:  Uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão. Para obter mais informações sobre o papel do Detran.SP, clique neste link: https://scup.it/aanx

 

CN Institucional

1 COMENTÁRIO

  1. Os (as) cachaceiros (as) motorizados (as) deveriam ser presos, sem direito a fiança e ter a CNH cancelada de maneira definitiva, além de uma multa equivalente ao valor do veículo que estivesse conduzindo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora