da Redação DiárioZonaNorte

A Le Lis Blanc chegou no Shopping Center Norte, no último sábado (05/05/2018). A área especial e exclusiva ocupa  todo um corredor do empreendimento. A mudança é parte da estratégia da Restoque, dona da  Le Lis Blanc e das marcas Dudalina,  Bo.Bô, John John e Rosa Chá, em focar na eficiência e  retornar  ao  lucro em 2017.

Portfólio ===  Le Lis Blanc é uma marca premium,  fundada há quase 30 anos  com um  amplo portfólio de produtos, desde vestuário do dia a dia à roupa de festa,  até decoração para casa com a linha “Le Lis Casa”.   Em 2009 a marca lançou uma linha feminina de roupas, sapatos e acessórios infantis “Le Lis Petit”, direcionada para crianças de 2 a 10 anos. Já a linha masculina infantil é batizada de “Noir, Petit”.  Em 2012, foi a vez dos cosméticos e produtos de beleza  com a “Le Lis Beauté” e a linha de produtos de vestuário para o público masculino “Noir, Le Lis”

Reestruturação === A empresa reajustou sua estrutura e fechou 26 lojas pouco rentáveis ou  custo de ocupação elevado, passando de 327 para 301.  Só da marca  Le Lis Blanc, principal marca do grupo tanto em faturamento quanto em número de lojas,  foram fechadas nove  unidades neste ano, ficando em operação 77 unidades.  O ticket médio da Le Lis em 2017 aumentou 28,4%, chegando ao valor de  R$ 644,00.

A  John John teve sete lojas fechadas e também abrirá  uma nova loja, no Shopping Center Norte.  As  marcas Dudalina e Bo.Bô tiveram quatro lojas fechadas, cada uma.  Já a Rosa Chá,  fechou três lojas.

Parque Industrial da Dudalina reagrupado Para ganhar produtividade, a Restoque também também  fechou duas fábricas da Dudalina  em Santa Catarina,  nas cidades de  Benedito Novo e Presidente Getúlio, deixando  cerca de 400 pessoas desempregadas.   A produção dessas unidades foi incorporada pelas três fábricas restantes da Dudalina, nas cidades de Blumenau (SC), Luis Alves (SC) e Terra Boa (PR).

Lucro em 2017 === A Restoque  também reduziu seu centro de distribuição em 50% e cortou 500 funcionários (entre  cargos administrativos, lojas e fábricas).   Com as mudanças,   passou de um prejuízo de R$ 12,8 milhões no segundo semestre de 2016 para um lucro de R$ 8,2 milhões  registrado no mesmo período de 2017.   A dívida  da empresa é de  R$ 717,8 milhões.

 

 

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora