Não é primeira vez que as cenas se repetem. Desde a criação  do Conselho Comunitário de Segurança- CONSEG, em 10 de maio de 1985, no governo Franco Montoro, o Sr. Antonio Henrique Fernandes é  uma figura importante na história.  Neste período de 32 anos, esse senhor tem uma dedicação especial aos assuntos comunitários da Zona Norte/Nordeste, onde foi eleito presidente do CONSEG Vila Gustavo (*1) em 1987, pela primeira vez. De lá até hoje, são 16 diretorias no perfil dele, em alternâncias entre a presidência e a vice-presidência com a fiel escudeira, a Professora Maria Cândida Costa Gaspar.

MUITO TRABALHO VOLUNTÁRIO === “Lembro perfeitamente da primeira gestão, com mais dificuldades do que hoje, no antigo Lions Vila Gustavo, que era na Av. Boschetti. Ali ficamos mais algum tempo e viemos em definitivo no Lions Tucuruvi, onde estamos para mais uma legislatura”, lembra o Sr. Fernandes. Nos seus 77 anos de idade, muito bem casado (há 55 anos em agosto próximo) , aposentado e avô da quatro meninas e uma bisneta (*2), é um dedicado voluntário e cidadão preocupado com o bem estar e melhor qualidade de vida dos moradores da região. “É gostar muito do que a gente pode fazer para as pessoas que precisam de ajuda”, é uma de suas frases patenteadas. Mas fica chateado quando percebe que as pessoas buscam o CONSEG para mostrar os problemas e, depois de solucionados, nunca mais aparecem.

MAIS DOIS ANOS === Esse senhor, calmo e tranquilo, tem seus momentos em que fica bravo e fala o que tem que falar. Mas a característica principal é o seu lado humano, “de bom coração”, sempre prestativo e “querendo ajudar”.  E, mais uma vez, o Sr. Fernandes foi empossado agora para o biênio 2017/2019 – sempre nos anos ímpares – e nesta 4ª feira (31/05/2017) presidiu mais uma reunião no auditório do Lions Clube-Tucuruvi  — onde também é presidente — que fica ao lado da Estação do Metrô Parada Inglesa.

AUTORIDADES PRESENTES  === E, seguindo o ritual de vários anos – sempre às últimas 4ªs. feiras do mês – , a plateia em cerca de 50 pessoas, ajuda a cantar a capela com a primeira estrofe do Hino à Bandeira. Na mesa, as autoridades:  a Capitã da Policia Militar, Mônica Iwasaki Sales, da 3ª Companhia do 5º Batalhão – que, mais uma vez, compareceu com o uniforme azul de treinamento e sem a farda oficial — , e o Delegado Titular Egidio Cobo, do 47º Distrito Policial — que são os dois membros natos do CONSEG. Ao lado deles, o Comandante  Regional da Inspetoria Santana/Tucuruvi, Inspetor Renato Sampaio; o funcionário da Prefeitura Regional Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Carlos Alberto Faria – mais conhecido como Carlão, que é presidente do CONSEG Parque Novo Mundo/Vila Sabrina – representando o prefeito regional Dário José Barreto; o assessor de gabinete José Cândido de Freitas, da Prefeitura Regional Santana/Tucuruvi/Mandaqui – na representação da prefeita regional Rosmary Corrêa (Delegada Rose); o advogado Dr. Negis Aguilar da Silva, representando a Ordem dos Advogados do Brasil-OAB/Seção Santana; e o Guarda Luizinho, do Conselho Tutelar de Santana/Tucuruvi – e, na plateia, o colega  conselheiro tutelar Aparecido Brás.

QUEM VEIO E QUEM FALTOU === Na plateia já teve o início do período pré-eleitoral para 2018, com os representantes  José Bispo, do deputado estadual Celino Cardoso; e Murilo Campos pelo vereador Conte Lopes. E notou-se, mais uma vez, as ausências importantes de representantes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)/São Paulo Transportes-SP Trans (* 3), da Iluminação Pública-Ilume e Sabesp. O presidente Fernandes novamente notou e fez as observações sobre as ausências de órgãos importantes, que devem receber as demandas dos moradores e trazer as providências nas reuniões posteriores.

PROCESSO ELEITORAL === Na sequência, o presidente do CONSEG explicou que a noite seria especial por ser o período eleitoral, que sempre acontece nos meses ímpares. E que os procedimentos foram feitos há dois meses e que agora seria a fase final das eleições. Ele informa que houve somente uma chapa concorrente, que é a da reeleição da atual diretoria. O delegado Egidio Cobo e a Capitã Mônica Sales deram explicações sobre o processo eleitoral.  E ficou aclamada a diretoria para a gestão 2017/2019: Antonio Henrique Fernandes (presidente), Maria Cândida Costa Gaspar (vice-presidente), Profª Elizabeth Cardoso de Menezes (1ª Secretária), Cleusa Costa  (2ª Secretária) e Vera Lúcia Agueda (Diretora Social) – e mantidos também os demais diretores.

ORAÇÃO E LEITURAS === Como de praxe,  foi lida a “Oração pelo Brasil”, desta vez pelo representante da Prefeitura Regional V.Maria/V.Guilherme/V.Medeiros, Carlos Alberto de Faria. A Secretária Elizabeth Cardoso leu a composição de toda a Diretoria do CONSEG, nome a nome com os cargos. E já emendou a leitura da ata da reunião anterior – de abril. Todo esse processo levou vinte minutos.

OCORRÊNCIAS & PRISÕES === Na segunda etapa da reunião todos as autoridades da mesa fazem um relato de cada setor. O primeiro a falar foi o Delegado Egidio Cobo, que fez referências ao número elevado de ocorrências e das prisões. Citou e alertou para os furtos, destacando a ação de três ladrões que agem nas agências bancárias da região – citando o Banco do Brasil. E chamou a atenção da plateia para tomar cuidado com as “pegadinhas” com situações nos bancos. O delegado respondeu questionamentos da plateia sobre o processo do funcionamento de prisões e solturas; e também dos traficantes de drogas com as prisões de menores.

AÇÕES DA PM  === O microfone foi passado para a Comandante da Policia Militar, Capitã Mônica Iwasaki Sales, que fez referências à formatura de uma turma de adolescentes no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, conhecido pela sigla Proerd. Fez rápidos comentários sobre ação no Bar da Rua Tenente Sotomanno, no Jardim Brasil, que precisa do apoio da Prefeitura Regional de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros; roubo de celulares com a morte de um dos ladrões, que tinha no momento 10 celulares roubados na região; lamentou e fez comentários sobre a morte de um policial militar (Valdir Jardim); e comentou a falta de ética e as cenas preconceituosas com a Policia Militar em cenas da novela juvenil  Malhação, do final do tarde.

Houve também questionamentos para que haja ações policiais na casa de shows “Coração Brasileiro”, localizado na Av. Conceição com a Av. Ede (área da Prefeitura Regional V.Maria/V.Guilherme/V.Medeiros), que tem trazido muita confusão no local e som alto até de madrugada – fora os problemas de sujeira e confusão no trânsito. Houve muitas reclamações de moradores da região. A Capitã da PM disse que precisa da ajuda do Programa Silêncio Urbano – o PSIU – para suas ações no local. Esse assunto foi passado para providências do representante da Prefeitura Reginal.

MAIS FALAS NA MESA === O Inspetor Renato Sampaio fez um rápido balanço das ações da Guarda Civil Metropolitana, citando o reforço nas praças, o apoio aos agentes públicos nos serviços de zeladoria da Prefeitura Regional de Santana/Tucuruvi/Mandaqui, os cuidados com os moradores de rua (segundo ele, o desmonte da Cracolândia fez migrar vários deles para a Zona Norte), o aumento de roubo de celulares, a proteção escolar com as viaturas e as ações durante os vários eventos realizados na Praça Heróis da FEB e no Anhembi.

E passada a vez para o outro lado da mesa, chegou a vez do representante da Prefeitura Regional de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Carlos Alberto Faria, que citou as fichas especiais para as demandas do CONSEG – mas não pode trazê-las — , da convocação de donos de bares para o programa Bar Legal.  Sobre a casa de shows Coração Brasileiro, afirmou que encaminhará o assunto junto à Policia Militar.

José Cândido de Freitas, da Prefeitura Regional Santana/Tucuruvi/Mandaqui foi mais direto aos assuntos sobre o programa Bar Legal; a parceria citada pela GCM em eventos da região, inclusive lembrando que no feriado de Corpus Christis acontecerá o megaevento  “Marcha para Jesus”, que mobilizará cerca de 3 milhões de pessoas (ver reportagem aqui) ; o desassoreamento  do Córrego da Marcondes Domingues que está programado para daqui uma semana; o muro de arrimo da Av. Dr. Antonio Maria de Laet, que está com perigo de desabamento e o projeto está em andamento; e mais o recapeamento da Av. Comandante Antonio Paiva Sampaio, no Jardim Vitória. Fechando, houve a apresentação do Dr. Negis Aguilar da Silva, representante da OAB, que se colocou à disposição para ajudar e dar orientações aos moradores para processos e demandas judiciais.

BARES IRREGULARES === Com tudo isto,  e mais a parte inicial das eleições, o tempo ficou pequeno. Faltando 20 minutos para o término (22 horas) ainda foi possivel o presidente do CONSEG lembrar ao representante da Prefeitura Regional de Santana/Tucuruvi/Mandaqui que a reunião do programa Bar Legal não foi muito bem entendido pelos proprietários de bares na Av. Luiz Dumont Villares e da Rua Inglesa (Bar da Neusa).  Ele argumentou que continuam com mesas nas calçadas, bagunça e muito barulho até tarde da noite. Em seguida, Fernandes falou com representantes da Igreja Expansão Ágape (Rua Paulo Avelar – Parada Inglesa), na plateia, sobre reclamações de vizinhos com músicas em alto volume. Os representantes da igreja ouviram atentamente e prometeram solução para o caso. E para fechar: o conselheiro tutelar Guarda Luizinho informou que está coordenando um grupo para encaminhar adolescentes em vagas de emprego em supermercados – como empacotadores. Ele lembrou que antigamente as pessoas começavam por esses caminhos de apoio (Office-boys, ajudantes e outros) que acabavam direcionamento para outros empregos, hoje muitos são grandes empresários.

O ENCERRAMENTO === E dois minutos antes do término oficial (22 horas), o reconduzido presidente do CONSEG Vila Gustavo, Antonio Henrique Fernandes, deu por encerrada a reunião. Lembrou que a próxima será em 28 de junho (sempre na última 4ª feira do mês), às 20 horas, no auditório do Lions Clube da Parada Inglesa. E aí ficou o comentário dele: “Encerro mais uma reunião em mais uma eleição e pedindo para vocês comparecerem nas reuniões. É a oportunidade de um dia ter um novo presidente por aqui. Um dia vou ter que pendurar as chuteiras”. Mais um final.

 (*1) CONSEG Vila Gustavo abrange Vila Constança, Parque Vitória, Vila Ede, Jardim Brasil e Vila Medeiros.

(*2) Familia – casado com Dona Terezinha, tem um casal de filhos e as netas Amanda (25 anos), Ingrid (23 anos), Ana Carolina (22 anos) e Isabella (16 anos) e a bisneta Valentina (2 anos).

(*3) CET/SP TRANS – as duas companhias pertecem à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes e, por isso, tem representação conjunta; as duas empresas não compareciam às reuniões desde o segundo semestre do ano passado e retornaram em abril com o novo assessor Mário Afonso Neto,  que chegou atrasado e havia prometido estar em todas as reuniões.

Leia também : 

Prefeita Regional Delegada Rose estreia no CONSEG de Vila Gustavo

O Clima agora é outro e os moradores lotam os CONSEGs –

O CONSEG de Vila Gustavo com mais publico e demandas na primeira  reunião   do ano  

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here