Nesta 4ª feira (27/09/2017)  a greve dos  Correios  entrou em seu oitavo dia.  Em assembléia realizada na 3ª feira (26/09/2017), os trabalhadores  de São Paulo e Rio de Janeiro decidiram entrar em paralisação.   Agora, todos os 31 sindicatos ligados a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos (FINDECT) integram o movimento.

Reajuste de 3% === A greve é por tempo indeterminado e agora,  23 estados e o Distrito Federal participam da paralisação.   O principal motivo para a greve foi a  proposta de reajuste  de 3% apresentada pela empresa, somente   a partir de janeiro de  2018.

As agências franqueadas não estão participando da greve – são cerca de 1 mil no país. Já as agências próprias totalizam mais de 6.500 pelo país.  A paralisação afeta principalmente a área de distribuição.

Programa de Demissões === Sem  concurso público desde 2011, em  março os Correios lançaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI), onde pretendiam atingir a adesão de 8 mil funcionários.  Cerca de 5 mil aderiram ao programa.

Juntamente com o PDI, a empresa anunciou o fechamento de cerca de 250 agências  próprias.

 

CN Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora