O que era para ser uma entrevista mais acadêmica, virou uma agradável conversa entremeada de informações relevantes.  Aconteceu nesta 4ª feira (12/04/2017), nos estúdios da Rádio Trianon AM-740, no prédio da Fundação Cásper Líbero, na Avenida Paulista. Na apresentação do programa “Metrópole em Foco”, o experiente jornalista Pedro Nastri – que tem a produção de outro importante jornalista, Duda Jr – esclareceu que vem entrevistando em uma rodada especial os 32 prefeitos regionais da nova gestão, incluindo  o Secretário das Prefeituras Regionais, o vice-prefeito Bruno Covas.

Um curriculum extenso == À frente do microfone, ficou a prefeita regional Rosmary Corrêa (a Delegada Rose), de Santana/Tucuruvi/Mandaqui (cerca de 370 mil habitantes em torno de 35 km2),  acompanhada do Assessor de Comunicação Rodrigo Antonio Paes Dias, ao lado da participação dos jornalistas Maurício Benassatto e Sandra A.Vaz, do DiárioZonaNorte – que é parceiro do programa. Muito tranquila e alegre, a prefeita regional ouviu o extenso perfil de sua carreira – até que o apresentador não foi até o final. “O curriculum é extenso…ah!, depois eu passo o restante!”,  interrompeu Pedro Nastri.

“Cidade Linda” e poda de árvores ==  De início, comentou-se sobre o balanço dos 100 dias de governo da  gestão de João Doria Jr.  A prefeita Rosmary Corrêa lembrou que o maior problema das 32 prefeituras regionais é a zeladoria — veja no final desta matéria  a tabela de serviços nos 100 dias.  “A nossa cidade estava muito mal tratada, praças largadas, mato para todos os lados, ruas esburacadas e outros”, comentou ela. O prefeito Doria pediu esforços de todos nestas áreas, “você tem que mostrar que a cidade é bonita, devolvendo a auto-estima do morador”. Foi o que aconteceu em primeiro ato nos distritos de Santana. “Temos mais de 2 mil pedidos acumulados para poda de árvore, com casos há um ano!”, completou. ( Leia o artigo dos 30 dias realizado pela Delegada Rose ao DiárioZonaNorte: clique aqui  ).

A maioria das vezes, a morosidade se deve por dependência da Eletropaulo para o serviço, já que galhos ficam entremeados com fios da rede elétrica. A Prefeitura fez um acordo com a Eletropaulo para a poda de 260 mil árvores na cidade. “Mas ainda há outro problema, já que a Eletropaulo larga os galhos acumulados no chão para retirada dias após o trabalho e a Prefeitura é que leva a fama”, revela a prefeita regional. E a Delegada Rose ainda lembra que a Eletropaulo deveria ser a maior interessada nestes serviços porque o prejuízo para ela pode ser maior ainda, com o estouro de um transformador ou quebra de fios, além do serviço de recuperação.

Desde a posse do prefeito João Dória Jr, foram criados canais que tornaram a comunicação mais fácil entre os governos municipal e estadual e as autarquias, o que agiliza  acordos e parcerias.

“Sem camelôs” na Voluntários == A uma pergunta de ouvinte, a Delegada Rose explicou que uma dos requisitos à escolha dos prefeitos regionais foi a intimidade com a região, e acrescentou: “eu sou nascida, criada e moro na Zona Norte há 66 anos. Nasci na Vila Mazzei, morei na Parada Inglesa, morei no Imirim e hoje moro em Santana e nunca sai da Zona Norte”. E respondeu que conhece o problema do comércio ilegal na Rua Voluntários da Pátria, que no tempo passado “ foi terrível e estava forrada de ambulantes”. Segundo ela, hoje tem equipe de fiscalização da prefeitura regional que passa diariamente no local, além da Operação Delegada (com os Policiais Militares) e a Guarda Civil Metropolitana. “Está sob controle, apesar que parece que está querendo recomeçar”. Concluiu e lembrou da questão social dos ambulantes pelo momento de crise, mas é necessário seguir a lei.

Eventos na Praça Herois da FEB == Logo em seguida, veio a questão dos vários eventos da cidade que foram transferidos para a Zona Norte, mas especificamente na Praça Heróis da FEB junto à Avenida Santos Dumont, em Santana. A prefeita regional disse que “esses eventos fazem parte do calendário da Zona Norte”, e provavelmente devem permanecer, mas “devemos evitar que outros venham para a região”. E disse que já estão acertados os eventos do Festival das Maravilhas do Bispo R.R.Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus (que, inclusive, está construindo um mega-templo na Av. Cruzeiro do Sul, próximo do Terminal Rodoviário do Tietê — veja matéria ), que acontece no dia 15 de abril (sábado);  o do Dia do Trabalho, da Força Sindical, em 1° de Maio; o da Marcha para Jesus em 15 de junho; e o do Nívea Viva (que, desta vez, será com o cantor Jorge Ben Jor e a banda Skank – veja matéria – no dia 25 de junho (domingo – 16h) com público estimado em mais de 1,5 milhão de pessoas.

E a Delegada Rose deixou claro que, a partir deste ano, a Prefeitura Regional não credencia mais os ambulantes, mas fará a fiscalização desde que os organizadores se responsabilizem – o que não foi manifestado por nenhum deles, até o momento. Explicou também que há todo um planejamento de trânsito e local com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e os serviços de segurança com a Policia Militar e Guarda Civil Metropolitana. Informou que a Nívea até amplia o suporte de organização externa, com painel eletrônico com orientação de trânsito na Av. Braz Leme e na região do evento.

Mais cultura e lazer == Na deixa de um comentário sobre a área cultural, a Delegada Rose revelou um projeto da Secretaria da Cultura, que em breve será divulgado pelo prefeito João Dória, que é o “Música na Rua” resgatando a tradição dos bairros – citou até o Trem das Onze do Adoniran Barbosa no Jaçanã. E emendou com o programa “Biblioteca Viva”, onde eventos do Theatro Municipal vão até as bibliotecas nos finais de semana. A prefeita comentou um concerto de música erudita que aconteceu na Biblioteca Sylvia Orthof, que está localizada dentro do prédio da Prefeitura Regional – e que terá outros eventos aos sábados. Foi lembrado que há bons programas culturais em São Paulo que não são bem divulgados, como um happy hour dentro do Teatro Municipal, que acontece nos finais de semana, que é muito interessante e por apenas 10 reais.

O Mirante e o inventor do rádio == Nos primeiros dias de sua gestão, em janeiro, a prefeita realizou o primeiro Cidade Linda, que aconteceu no Mirante do Jardim São Paulo – o ponto mais alto da Zona Norte. E a Delegada Rose teve a oportunidade de conhecer o prédio onde está localizado o serviço do Instituto de Metereologia (Inmet), que tem a concessão do uso do espaço na praça. Ali percebeu-se que é um lugar que poderá ser um museu dos aparelhos antigos de metereologia e que pode ser aberto em visitas monitoradas para escolas e, à noite, para o público apreciar a magnífica paisagem – ver reportagem “Mirante do Jardim São Paulo recebe ação do Cidade Linda”,  clicando aqui.

No mesmo local, há quase 120 anos, o padre e inventor gaúcho Roberto Landell de Moura – que esteve a serviço  na Paróquia da Voluntários da Pátria, próximo do Mirante – fez a primeira transmissão de rádio até a Av.Paulista. Nascia ali o feito do inventor do rádio e o italiano Marconi somente fez seu anúncio um ano após. E, por sugestão do DiárioZonaNorte,  no mesmo local poderá ser criado o Museu Landell de Moura para maior divulgação e conhecimento do verdadeiro inventor do rádio e uma homenagem aos radialistas, que até poderá ter o Troféu Landell de Moura aos profissionais das emissoras – ver reportagem “O rádio nasceu em Santana, no Mirante” clicando aqui. E, no final, a prefeita Delegada Rose complementou: “Os brasileiros não tem o costume de reverenciar seus heróis!”.

A importância da Imprensa Regional == A Delegada Rose falou da importância da Imprensa regional na divulgação das ações da região, com destaque à programação cultural. Citou o trabalho do DiárioZonaNorte, que mantêm uma linha direta com ela para o encaminhamento de problemas. Também lembrou do saudoso Dr. Ary Silva, criador da Gazeta da Zona Norte. O jornal completou 54 anos de circulação tendo hoje, a parte editorial dirigida pela jornalista Camila Alvarenga.

A prefeita Rose lamentou a pouca representação das mulheres na sociedade e destacou o lado político, que precisa ter maior participação – no governo municipal  são mais duas prefeitas, além dela: Maria de Fátima Marques Fernandes (Jabaquara) e  Rita de Cássia Corrêa Madureira (M´Boi Mirim). De acordo com a prefeita,  a região de Santana é que tem o menor índice de violência contra mulheres.

“Daqui não saio” == A prefeita da região de Santana/Tucuruvi/Mandaqui declarou que a Zona Norte é um local privilegiado, pois tem o melhor ar, é o lugar de menor índice de violência no estado de São Paulo,  as áreas verdes maravilhosas e além da infraestrutua de serviços e comércio. “Eu não mudo da Zona Norte de jeito nenhum”, insiste na sua declaração. Mas ela admite que tem os problemas, na ótica de prefeita regional, como os buracos nas ruas – “só nestes cem dias, tapamos mais de 800 buracos”.

A prefeita disse que tem uma comunicação direta com os funcionários nas ruas para balanço dos buracos, do corte de grama e outros serviços.  Comentou-se no final a exploração imobiliária na região por ser um lugar de grande infraestrutura de serviços e de localização. A prefeita lembra dos serviços que tem no  prédio da Prefeitura Regional – que fica no Tucuruvi, ao lado do Metrô — , onde funcionam a Delegacia Regional de Educação, departamentos regionais da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, no páteo a carreta prevenção do câncer de mama e vários serviços médicos e clínicos, além do Dose Certa. No prédio ainda se encontram a Central de Atendimento ao Trabalhador (CAT), o de Conciliação da GCM e o Sebrae.

Os problemas e as interdições == Já no final do programa de uma hora, a Delegada Rose disse que trabalha de porta aberta e “munícipe que quiser é só entrar”. É um hábito já adquirido quando trabalhou por 5 anos, durante  16 horas por dia na primeira Delegacia da Mulher. Também  comentou sobre alguns problemas com bares que ultrapassam horário, mas “não temos bailes funk como acontece em outros lugares” e que no Carnaval houve casos isolados de tentativas destes bailes na Av. Luiz Dumont Villares, que foram reprimidos.

Sobre o  fechamento do Hipermercado Extra da Av. Sezefredo Fagundes,  a prefeita lembra que o empreendimento estava irregular e que funcionava com uma liminar na Justiça, que foi cassada  e com determinação do juiz para que a Prefeitura Regional de Santana cumprisse a ordem de fechamento do prédio.  O hipermercado foi notificado com dois dias de antecedência, para que pudesse tomar as medidas necessárias (remanejamento de funcionários, estoque de perecíveis, comunicação aos lojistas, etc).  Veja o que aconteceu na reportagem “Hipermercado Extra do Tucuruvi interditado pela Prefeitura Regional” – clicando aqui.  Referiu-se também ao fechamento de um enorme estacionamento (onde foi a indústria Klabin), em frente ao Terminal Rodoviário do Tietê e da Uni´Santanna, por irregularidades na documentação e por usar o local para shows – mantendo 35 containeres  que faziam a função de  camarotes e um megapalco. O barulho produzido nos shows era insuportável nas imediações.

A ENTREVISTA CHEGA AO FIM === “Foi tão agradável que nem vi o tempo passar”, complementou a prefeita regional de Santana/Tucuruvi/Mandaqui ao ouvir do apresentador Pedro Nastri que o programa estava se encerrando. Haverá uma nova entrevista daqui há algum tempo adiante, quando o programa passará a ter um 1 hora e meia ou até de 2 horas de duração, com tempo suficiente para entrevistas importantes com os prefeitos regionais e outras autoridades. E no dia 28/04 (6ª feira) será a vez do último prefeito regional da Zona Norte a ter sua entrevista no “Metrópole em Foco”, que será o de Jaçanã/Tremembé, Alexandre Baptista Pires.

Serviço:

Programa Metrópole em FocoRádio Trianon AM – 740

De  2ª a 6ª feira, das 10 às 11 horas.

Apresentação :  Pedro Nastri. Produção: Duda Jr.

Ouça a exibição do programa AO VIVO pela internet através do link:

http://tunein.com/radio/R%C3%A1dio-Trianon-740-s129682/ .

Participe no envio de perguntas via WhatsApp: 9-5831.5453 – ou no e-mail: metrópole.trianon@gmail.com

 

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here