da Redação DiárioZonaNorte  ===

Em 26 de março, é comemorado o Dia do Cacau.  Que o cacau é a principal matéria-prima para a produção de chocolate, você já sabe. O fruto é típico das Américas Central e do Sul, mas também se desenvolveu bem em algumas regiões da África e Ásia.  A criação do Dia do Cacau foi  uma iniciativa do deputado Atayde Armani (DEM-ES), com a intenção de promover um debate sobre como encontrar soluções para a proteção dos cacaueiros dos estados do Espírito Santo e Bahia.

O  Brasil é o quinto maior produtor de cacau do planeta, sendo que 95% da produção nacional é da Bahia. O cacau não se resume apenas ao chocolate.  De acordo com a nutricionista Natália Ipaves,  o fruto pode ser utilizado para sucos, basta retirar as sementes e acrescentar água.

Já os nibs de cacau ou amêndoas de cacau,  são feitos a partir dos grãos tostados, descascados e quebrados em pedaços menores. Eles umas das melhores fontes de magnésio, um mineral utilizado por nosso organismo em mais de 300 reações bioquímicas, aliviando os sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM) e da insônia,  além de serem  riquíssimos em polifenóis.  Os nibs podem ser utilizados em receitas de shakes, bolos, cookies, sorvetes e vitaminas.

Ainda sobre os polifenóis, encontrados nos nibs de cacau,  pesquisas mostram  seus  inúmeros benefícios,  principalmente para o aparelho cardiovascular. Considerado um super alimento, ele ajuda na função muscular, melhora a cognição (memória), reduz a pressão arterial, age na resistência insulínica e aumenta os níveis de endorfina e serotonina melhorando o nosso humor.  E tem mais, os nibs são ricos em flavonoides, os mesmos  presentes no vinho ou no suco de uva.

O pó do cacau também traz muitos benefícios para a saúde e é encontrado em variações de até 100% de pureza e sem açúcar, podendo ser consumido por diabéticos. O  cacau melhora a saúde cardiovascular e reduz a pressão arterial, melhora a  função plaquetária, diminuindo o risco de infarto agudo do miocárdio e insuficiência cardíaca, além de aumentar a vasodilatação e está associado a níveis menores de colesterol ruim LDL e maiores de colesterol bom HDL.

O consumo do cacau também auxilia na melhora do metabolismo da glicose e por ser rico em antioxidantes, tem uma  influência positiva na função cognitiva e na neutralização dos radicais livres,  prevenindo doenças crônicas degenerativas.

A nutricionista Natália Ipaves lembra que o consumo recomendado do cacau é de aproximadamente 30g ao dia, não havendo contraindicação. Se você optar por consumir o cacau na forma de chocolate,  evite os chocolates ao leite e branco, por conta da quantidade de gordura e açúcar. Opte pelos chocolates amargo ou meio amargo 60% de cacau.

Sobre Natália Ipaves: Nutricionista formada pela Universidade Nove de Julho e  pós graduanda em Nutrição Especializada em Emagrecimento. Natália também coordena Workshops de Nutrição e Emagrecimento Saudável.  Você pode seguir a fanpage de Natália Ipaves, clicando aqui  ou pelo WhatsApp: (11)  98654-5502

Institucional Trevo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora