19 C
Sao Paulo
domingo, 18 novembro, 2018
Natal Center Norte 2018
Home Destaque Doria visita UBS na Zona Norte e vacinação continua no feriado

Doria visita UBS na Zona Norte e vacinação continua no feriado

da Redação DiárioZonaNorte  == 

Exatamente 12 dias após o anúncio do fechamento do Horto Florestal e do Parque da Cantareira, na Zona Norte, na 4ª feira (01/11/2017), às 15h30,  o prefeito João Doria  Jr. visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Vila Espanhola (Rua João dos Santos Abreu, 650 – fone 2263.1569), na Cachoeirinha (Zona Norte/Nordeste), onde conferiu o andamento da vacinação preventiva contra a febre amarela. Ao lado do Secretário Municipal de Saúde (SMS), Wilson Pollara, o prefeito anunciou o fechamento do primeiro ciclo da vacinação batendo a meta e chegando em 501.737 aplicações. E naquela UBS chegou no mesmo dia a 1.700 vacinações. < Foi confirmada também a notícia que o DiárioZonaNorte já havia antecipado que as UBS – ver relação abaixo –  funcionarão das 8 às 14 horas neste feriado de Finados (02/11/2017) e darão continuidade direto até o final de semana – sábado, das 8 às 14 horas; e no domingo das 8 às 14 horas >.

Doria relembrou o fechamento dos 15 parques  e a morte dos macacos, que ocasionaram a mobilização preventiva de urgência da Prefeitura de São Paulo, em tempo recorde. Todas as ações, segundo o prefeito, tiveram o apoio dos governos estadual e federal para a mobilização nas UBS, que depois foram aumentadas para 37 unidades. Ele previu que até o final de dezembro, a Prefeitura de São Paulo terá aplicado 2,4 milhões de vacinas na população, “o que é suficiente para dar a cobertura total à cidade e garantir a saúde a todos”.

O Secretário Pollara, da SMS, referiu-se ao processo de vacinação, que agora está sem filas, mais horários disponíveis, atendimentos aos finais de semana e o aumento de unidades de UBS. Segundo ele, “um motivo de maior tranquilidade que fechamos este cinturão de proteção” e que agora atinge as duas fases finais. “Os moradores da Zona Norte podem ficar tranquilos. Não existe mais filas e tem vacina para todo mundo. E a população está segura”, complemento o secretário.

A vacinação na Zona Norte seguirá até que todo o público-alvo esteja atendido. As ações de rotina continuarão nas unidades que normalmente já realizam imunização contra a doença. Veja lista completa no link:  https://bit.ly/2zSczDU

Quem não deve tomar a vacina:  A vacina não é recomendada para gestantes, mulheres que estejam amamentando, crianças com até 6 meses e pessoas imunodeprimidas, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou que tomam corticoides em doses elevadas. Em caso de dúvida, é importante consultar um médico.

Serviço:

Plantão de Vacinação contra febre amarela no feriado prolongado (Finados)

Horário:

  • 5ª feira (02/11) e domingo (05/11): das 8 às 14 horas
  • 6ª feira (03/11) e sábado (04/11) : das 8 às 17 horas

Locais de vacinação:

  1. UBS/AMA Jardim Peri – Av. Peri Rochetti, 914 – Jd. Peri
  2. UBS Horto Florestal – R. Luis Carlos Gentile de Laet, 603, esq. Rua do Horto
  3. UBS Dona Mariquinha Sciascia – R. Dr. José Vicente, 39 – Tremembé
  4. UBS Vila Dionísia – R. Chen Ferraz Falcão, 50, Vila Dionísia
  5. UBS Lauzane Paulista – R. Valorbe, 80
  6. UBS Vila Aurora – R. Jean Buff, 126
  7. UBS Conjunto Ipesp – Av. Profª. Virgilia Rodrigues Alves de Carvalho Pinto, 555
  8. UBS Wamberto Dias Costa – R. Paulo César, 60
  9. UBS Jardim Rosinha – Av. Dalva de Oliveira, 82 – Morro Doce
  10. UBS Morada do Sol – R. Assis Brasil, 31, esq. R. Luiz Vaz de Camões – Sol Nascente
  11. UBS Morro Doce – R. Alberto Calix, 55 – Jd. Canaã
  12. AMA/UBS Parque Anhanguera – R. Pierre Renoir, 100 – Via Anhanguera Km 24,5
  13. UBS/PSF Alpes do Jaraguá – Alameda das Limeiras, 46
  14. AMA/UBS Integrada City Jaraguá – Estrada de Taipas, 1648
  15. AMA/UBS Integrada Elísio Teixeira Leite – R. João Amado Coutinho, 400
  16. UBS/PSF Jardim Panamericano – R. Barra da Forquilha, 38 F
  17. UBS/PSF Jardim Rincão – R. Arroio da Palma, 67
  18. UBS/PSF União das Vilas de Taipas – Av. Elísio Teixeira Leite, 7.703
  19. UBS Recanto dos Humildes – Av. Pavão, 36A
  20. UBS Vila Caiuba – R. Presidente Vargas, s/n
  21. UBS Ilza Weltman Huztler – Rua Cel. Walfrido Carvalho s/nº
  22. UBS Vila Espanhola – Av. João Santos Abreu ,650
  23. UBS Vila Dionísia II – Rua 07 de Setembro,73
  24. UBS Jardim Guarani – Rua Santana do Araçuai, 160
  25. UBS Jardim Vista Alegre – Rua Ibiraiaras, 21
  26. UBS Silmarya R.M. Souza – Rua Euvaldo Augusto Freire, 20
  27. UBS Jardim Paulistano – Rua encruzilhada do Sul, 220
  28. UBS Anhanguera I – Rua Marcela Alves de Cássia, 175
  29. UBS/AMA Jardim Ipanema – Rua Pedro Ravara, 11A
  30. UBS Jardim Apuanã – R Hum, 19
  31. UBS Jardim Fontalis – R. Antonio Picarollo, 41
  32. UBS/ESF Jardim das Pedras – R. Clóvis Salgado, 220
  33. UBS Jardim Flor de Maio – Av. Nova Paulista, 561
  34. UBS Jardim Joamar – R. Adalto Bezerra Delgado, 230
  35. UBS Dr. Osvaldo Marçal – R. Antonio Joaquim de Oliveira, 220
  36. UBS Vila Nova Galvão – R. Alpheu Luiz Gasparinni, 116
  37. AMA/UBS Integrada- Perus– Pça.Vig.João Gonçalves de Lima, 239

MACACOS NÃO TRANSMITEM A FEBRE AMARELA: Assim como as pessoas, os primatas são vítimas dos mosquitos Haemagogus e Sabethes, que transmitem a febre amarela silvestre. Quando eles são infectados e chegam a morrer, servem como indicativo da circulação do vírus no local. O ser humano é contaminado acidentalmente, quando vai para áreas rurais ou silvestres que tem a circulação do vírus. Portanto, os vilões da doença ainda são os mosquitos, que transmitem diversas doenças, não os macacos.

Os mosquitos do gênero Haemagogus e Sabethes, encontrados na zona de mata, costumam circular em copas de árvores, local de repouso preferido dos primatas. Da mesma forma que os macacos são infectados pelos mosquitos, não é possível pegar a doença ao entrar em contato com uma pessoa ou animal infectado, uma vez que a febre amarela não é uma doença contagiosa e que apresenta dois ciclos de transmissão epidemiologicamente distintos:

– Febre amarela silvestre (FAS), que ocorre em primatas não humanos (macacos) e, os principais vetores transmissores são mosquitos silvestres (dos gêneros Haemagogus e Sabethes).

– Febre Amarela Urbana (FAU), que envolve o homem e tem como vetor principal o Aedes aegypti.

Desde antes mesmo do primeiro diagnóstico de febre amarela na capital, os primatas da cidade estão sendo monitorados e notificados pela Divisão de Fauna (DEPAVE-3) da Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA), responsável pela saúde dos animais silvestres do município. O órgão também monitora o estado de saúde dos animais entregues ao Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres (CeMaCAS), agora no Parque do Ibirapuera. Lá, eles são submetidos a exame clínico e coleta para sorologia de Febre Amarela. Esse material é enviado ao Instituto Adolfo Lutz.

Uma vez encontrados animais nessas condições em determinada região, a Prefeitura deve tomar alguns cuidados preventivos. Os órgãos competentes de saúde do município e do estado desenvolvem ações específicas, como vacinação da população local e combate à proliferação dos mosquitos transmissores, como está acontecendo.

Os animais doentes ou mortos, se encontrados pela população, são um referencial importante para a saúde pública e devem ser notificados. << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação-Secom/PMSP>>

Institucional Trevo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora