Por meio da Coordenadoria Regional de Saúde Norte, o Centro Especializado em Reabilitação–CER II Tucuruvi realizou, em maio, um mutirão de cadeiras de rodas adaptadas aos usuários dos municípios de São Paulo. Esta ação dará início a uma série de outros mutirões de entrega de cadeiras de roda, pela Secretaria Municipal de Saúde, para melhorar a acessibilidade e a qualidade de vida de cadeirantes e seus familiares.

A atividade reuniu diferentes profissionais de saúde para atender aos pedidos e fazer a entrega de cadeiras de rodas adequadas às necessidades de cada usuário.

A artesã Vera Castro, que tem uma filha deficiente, compareceu ao mutirão para solicitar uma cadeira de rodas personalizada, pois sua filha já sofreu quedas com a atual. “Para mim é muito importante, porque não tenho condições de comprar uma cadeira nova, e agradeço essa ajuda da prefeitura. A cadeira da minha filha precisa ser adaptada para melhorar a qualidade de vida dela”, explica Vera.

NECESSIDADES E HABILIDADES === Para facilitar o processo de ir e vir, melhorar a qualidade de vida e garantir maior independência, uma cadeira de rodas precisa ser adequada às necessidades, às habilidades e às expectativas do cadeirante. O processo para a adequação da cadeira leva em conta todos os itens que o paciente necessita para o seu cotidiano; afinal, ela acaba se tornando uma extensão do seu próprio corpo. Uma cadeira adequada minimiza dores, problemas musculares e cansaço no final do dia. Antes de fabricar ou adaptar uma cadeira são tiradas todas as medidas e determinado os equipamentos necessários para facilitar as tarefas diárias do paciente; esses dados são computados na ficha de prescrição de cadeiras de rodas, que traz informações que vão desde se há o comprometimento motor e cervical até se o próprio cadeirante vai dirigir a cadeira.

MAIS ACESSIBILIDADE === Cristiano Lourenço Nunes e Cássia dos Ruis Santos foram ao mutirão para solicitar uma cadeira de rodas para a filha. “Uma cadeira adequada aos seus problemas e necessidades vai ajudar muito, pois assim ela terá mais liberdade para ir a qualquer lugar, principalmente para a escola”, diz Cássia.

Para Marília Simões do Nascimento, terapeuta ocupacional do CER II Tucuruvi, que participa do projeto, o objetivo dos profissionais de saúde envolvidos com o programa é transformar para melhor a vida desses pacientes.

O QUE É CER == O Centro Especializado de Reabilitação (CER) que integra o programa do governo federal “Viver Sem Limite” e compõe a rede de cuidados à pessoa com deficiência oferece ações nas modalidades de reabilitação física, auditiva, intelectual e visual. << Com apoio de informações/fonte: Coordenadoria Regional de Saúde (CRS)/ Isabella Jarrusso >>

 

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here