O prefeito de São Paulo, João Doria, apresentou nesta 5ª feira (20/07/2017) o balanço do programa Trabalho Novo, que superou as 1.000 vagas preenchidas, entre mais de 10 mil disponibilizadas por parceiros. O programa reinsere no mercado de trabalho pessoas que vivem nas ruas da cidade. Mesmo com a disponibilização de todas essas vagas, a contratação não é imediata porque os candidatos passam por uma capacitação socioemocional antes de assumirem os postos de trabalho.

Até esta 5ª feira, foram 1.045 contratações efetivadas, com 94 demitidos e 91% de retenção. As pessoas em situação de rua serão contratadas, preferencialmente, em unidades próximas aos locais onde vivem, com cargos em diferentes áreas de atuação. Nas empresas, eles passam por treinamentos e possuem a possibilidade de crescimento profissional. O programa também atua na relação com o RH das empresas parceiras, para que a gestão de pessoal dos participantes do Trabalho Novo considere as especificidades dessa mão de obra.

Já foram disponibilizadas 10.150 vagas por mais de 50 parceiros (veja a lista abaixo), entre elas garçons, funcionários de atendimento, operacionais e de limpeza. A meta é conseguir trabalho para 20 mil pessoas em situação de rua até o fim da gestão.

Para conseguir uma destas vagas, a pessoa deve passar por uma capacitação socioemocional, que é uma espécie de curso para resgatar a autonomia e a identidade dos futuros empregados. Para isso, são realizadas dinâmicas vivenciais organizadas pela ONG Rede Cidadã, que é especialista em geração de oportunidade de trabalho a pessoas em situação de vulnerabilidade social. No total, 2.425 pessoas passaram por este processo e estão aptas para exercer as atividades.

“Quem trabalha com população de rua sabe que a maioria quer trabalhar, mas muitos não acreditam que podem por conta de preconceito da sociedade, dificuldades emocionais e até por causa das drogas. O Trabalho Novo vem para quebrar paradigmas, tanto para sociedade civil como também para os próprios moradores de rua, que voltam a fazer parte do cenário econômico da cidade de São Paulo entrando pela porta da frente”, diz o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará.

O programa conta com a parceria da Prefeitura com a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), que tem feito a intermediação com os RHs de empresas que oferecem as oportunidades de trabalho para facilitar a contratação das pessoas em situação de rua. << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação – Secom/PMSP >>

Veja a lista dos parceiros participantes:

  • Adriano Silva Imóveis
  • AEB – Associação Evangélica Beneficente
  • Agrotexas
  • Alkaserve
  • Amaro Julina
  • Assaí Atacadista
  • Atento
  • Bares Villa Seu Justino
  • Boali
  • Café Escola
  • CAT Móvel – SMTE
  • Centro
  • Cimemprimo
  • Classic Burger
  • Coco Bambu
  • CROPH – Coordenação Regional Das Obras De Promoção Humana
  • Divino Fogão
  • ECOURBIS
  • EPS – Empresa Paulista De Serviços
  • Extra Farma
  • Fotóptica
  • Fran’s Café
  • G4S
  • GPA
  • Grupo GTP
  • Grupo Magnum
  • Grupo Monteiro
  • GrupoTB
  • Guima
  • Higienix
  • In Service
  • Inova
  • Jani King
  • Limppo
  • Loga
  • Magnum
  • McDonald’s
  • Moldura Minuto
  • Onodera
  • Paineiras
  • Patroni Pizza
  • Programa Operação Trabalho
  • Raia Drogasil
  • Rede Cidadã
  • Riachuelo
  • Sabesp
  • SAEC – Sociedade Amiga e Esportiva do Jardim Copacabana
  • SMADS
  • Sodexo
  • Soma
  • Sorridents
  • Supermercado Recanto
  • Supermercado Tok Leve
  • Trendfoods
  • Verzani & Sandrini
  • Vivenda do Camarão
Natal 2017 CN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here