A pouco menos de três meses do primeiro turno das eleições, a ser realizado no dia 7 de outubro (domingo), o calendário eleitoral começa a ficar movimentado. Candidatos, partidos, eleitores e órgãos oficiais têm diversos prazos para cumprir até as eleições.

Neste ano, serão eleitos presidente da República , governadores dos estados, dois terços do Senado Federal (São Paulo com dois senadores), deputados federais e deputados estaduais ou distritais.

  • O dia 17 de julho (3ª feira) marca o início do prazo para que os eleitores solicitem o voto em trânsito, ou seja, o direito de votar em um local diferente do título.Essa modalidade de voto é possível em municípios com mais de 100 mil eleitores.
  • De 17 de julho e 23 de agosto, os eleitores com mobilidade reduzida devem pedir alteração de sua seção de votação para lugares com acessibilidade.
  • De 20 de julho a 5 de agosto, os partidos políticos realizarão as convenções partidárias para escolher os candidatos, que possuem até 15 de agosto para registrarem candidatura.
  • A partir de 20 de julho as enquetes eleitorais passam a ser proibidas. Estarão permitidos comícios, carreatas e distribuição de material gráfico a partir de 16 de agosto, quando a propaganda política passa a ser permitida.
  • O horário eleitoral para a rádio e televisão está mais curto este ano. Vai de 31 de agosto a 4 de outubro. Nas últimas eleições ele se estendeu por 45 dias e este ano terá 35.
  • Em 17 de setembro acaba o prazo para que a Justiça Eleitoral julgue os pedidos de registro de candidatos.
  • De 22 de setembro até o fim das eleições, nenhum candidato poderá ser preso. Essa regra é exceção caso ele seja pego em flagrante.
  • 4 de outubro é o último dia para que se realizem debates e propaganda política feita por meio de reuniões públicas e comícios.
  • O primeiro turno da votação será realizado no domingo, 7 de outubro.
  • Em 8 de outubro, começa a campanha para o segundo turno.
  • Logo depois, no dia 10, vence o prazo para que os mesários que faltaram ao pleito apresentem justificativa à Justiça Eleitoral. A propaganda eleitoral no rádio e na televisão e a permissão para a realização de debates acabam no dia 26 de outubro.
  • O dia seguinte, 27, é o último em que se pode fazer propaganda com panfletos e carros de som, além de caminhadas, passeatas e carreatas.
  • O segundo turno das eleições 2018 será realizado no dia 28 de outubro.
  • Os mesários que faltarem ao segundo turno terão até o dia 31 de outubro para apresentar sua justificativa à Justiça Eleitoral.

<Com apoio de informações/fonte: Divisão de Imprensa do Departamento de Comunicação da Assembleia Legislativa >>

Organicos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora