O prefeito João Doria realizou, nesta 5ª feira (05/04/2018) visita técnica às obras do Hospital Municipal da Brasilândia, na Zona Norte/Noroeste da capital.  Atualmente, já foram executados 33% das obras da unidade hospitalar. A construção teve início em junho de 2015 e foi suspensa em dezembro de 2016, por falta de recursos. A retomada foi em agosto de 2017.  O imóvel ocupa um terreno de 17.497,62 m² e terá 41 mil m² de área construída.

O Hospital terá sete andares e dois subsolos. Contará com 305 leitos operacionais – sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, dez de UTI pediátrica e dez de UTI neonatal, além de 91 leitos complementares (de recuperação, indução anestésica e pré-parto) e beneficiará cerca de 2,2 milhões de pessoas na região. O valor do investimento é de R$ 234.285.884,23, e com previsão de conclusão e inauguração para o próximo ano.

Composto por área administrativa, pronto-socorro adulto e pediátrico, os pacientes poderão se consultar com especialistas das áreas de ortopedia e obstetrícia, além de fazer cirurgias, ter acesso ao ambulatório adulto e pediátrico, bem como utilizar centro cirúrgico, UTIs e fazer internações. Após a inauguração, a previsão é de que o pronto-socorro atenda cerca de 25.900 pacientes por mês.

“ A necessidade de atendimento na área da saúde para a população da Zona Norte é grande. Neste hospital, as pessoas poderão fazer exames, consultas, cirurgias e receberem atendimento de urgência”, declarou o prefeito. Já a chefe de gabinete da Autarquia Hospitalar Municipal (AHM), Tânia Pedroso, comentou que “ estamos trabalhando para disponibilizar um hospital com a melhor assistência possível à população da Zona Norte. A expectativa é de que comece a funcionar no primeiro semestre de 2019″.

Depois de totalmente entregue, a unidade também oferecerá exames de raio-X, ressonância magnética, tomografia, mamografia,  ecocardiograma e ultrassom. Lá também poderão ser realizados eletrocardiograma, eletroencefalograma, holter e monitorização ambulatorial de pressão arterial (MAPA). A população ainda terá à disposição exames laboratoriais e endoscopia. << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação/Secom-PMSP >>

CN Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora