<< Página atualizada em 24/03/2018 >> === E para facilitar as vidas de muitos imigrantes, que necessitam buscar sobrevivência, ter melhor comunicação e receber o direito de emprego, agora poderão ter acesso ao curso gratuito do Programa Portas Abertas: “Português para Imigrantes”.  A situação migratória (imigrante, apátrida, refugiado, etc.) ou a nacionalidade não serão impeditivas para inscrição.   As inscrições foram prorrogadas até 20 de abril e as aulas serão iniciadas em seguida. Os interessados/alunos devem fazer as inscrições nas próprias unidades de ensino em que pretendem assistir as aulas == veja no final os endereços na Zona Norte.

É uma iniciativa compartilhada entre a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e a Secretaria Municipal de Educação, tem como objetivo oferecer gratuitamente o ensino da língua portuguesa na Rede Municipal de Ensino em regiões de alta vulnerabilidade social da cidade, onde há poucas ofertas de cursos de português e com maior incidência da população imigrante de São Paulo.

É importante lembrar que as inscrições podem ser feitas em qualquer momento até o final do semestre letivo, diretamente nas unidades escolares. Para obter o certificado de cada módulo, porém, é necessário que os alunos tenham comparecido a pelo menos 75% das aulas durante o semestre.

Como se inscrever ===  As inscrições devem ser feitas, sempre, diretamente na escola escolhida para assistir as aulas. Para efetuar a matrícula, basta apresentar quaisquer tipos de documentos de identificação (serão aceitos aqueles emitidos no Brasil ou mesmo no país de origem). É necessário ainda apresentar, na secretaria da escola onde o aluno pretende frequentar as aulas, a ficha de inscrição preenchida e um comprovante de residência. Caso não possua este último, pode ser preenchida a declaração de residência e também para entrega na secretaria da escola.

São aceitos os seguintes documentos para realização da inscrição no Portas Abertas:

  • – Protocolos de Solicitação de Refúgio;
  • – Protocolo de RNE (Registro Nacional de Estrangeiro);
  • – RNE (Registro Nacional de Estrangeiro);
  • – CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • – CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  • – Documentos emitidos no país de origem como passaporte, carteira de identidade ou    de  qualquer outra espécie
  • Mais informações: CRAI – Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes de São Paulo – Fone: 3598.7200

Locais na Zona Norte:

  • EMEF ANGELINA MAFFEI VITTA DONA

    Rua Zilda, 193 – Casa Verde – Fone: 3857.9122 / 3858.3959

  • EMEF JOÃO DOMINGOS SAMPAIO

    Rua Gastão Madeira, 386 – Vila Maria Alta – Fone: 2954.4822

  • EMEF VEREADOR ANTONIO SAMPAIO

    Rua Voluntáriois da Pátria, 733 – Santana – Fone: 2221.5599

<< Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Comunicação/ Secretaria Municipal de        Direitos Humanos e Cidadania – PMSP >>


 

Institucional Trevo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora