“Jardim Filhos da Terra”, um nome significativo para uma região do Jaçanã/Tremembé, na Zona Norte/Nordeste da cidade. Um espaço conseguido com muita luta e suor por vários anos. Mas que foi esquecido por governos anteriores.” Muito se pediu e pouco foi feito”, é o reclamo de vários anos que ficou nas palavras de muita gente em várias frentes, até em reuniões dos Conselhos Comunitários de Segurança-CONSEGs e recentemente no Conselho Participativo Municipal.

Um novo olhar === E agora, aos poucos, a Prefeitura Regional de Jaçanã-Tremembé vai redescobrindo esses espaços na imensidão territorial da região, junto à Serra da Cantareira. E com programações alternadas, as regiões estão sendo atendidas como nunca foram antes. “É tudo uma questão de paciência, estamos nos programando para uma série de locais. Mesmo com poucos recursos, temos que fazer o que é preciso. Com criatividade e acertos, vamos em frente”, explicou o prefeito regional Alexandre Pires.

A hora e a vez == E, desta forma, a Prefeitura Regional de Jaçanã/Tremembé vem realizando semanalmente as ações do “São Paulo Cidade Linda”. No último sábado (25/03/2017) foi a vez do sofrido Jardim Filhos da Terra, começando pela esquina onde está localizada a Associação Mutirão do Pobre (*), um marco da região, e prosseguindo por toda a extensão da Rua Filhos da Terra, inclusive a Praça da Ocupação, que foi totalmente revitalizada.

A equipe unida === Uma nova ação  coordenada pelo prefeito regional Alexandre Pires, junto com a responsável pela Chefia de Gabinete, Silvia Cibele Aparecida da Silva; e do  Coordenador de Projetos e Obras, Fábio Polillo; além de outros auxiliares e funcionários. Houve também o apoio de sempre da Inova (com a coordenação do Supervisor Jaime), Guarda Civil Metropolitana (GCM) e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Junto às ações do Jardim Filhos da Terra, 24 agentes da Vigilância Sanitária no combate ao mosquito da dengue, da Defesa Civil, da Jady representante da coordenação da Associação Mutirão do Pobre (*) e da assessoria da vereadora Aline Cardoso (PSDB).

Os números mostram === Um trabalho árduo que teve início logo pela manhã e se estendeu até o final da tarde. Foram realizados serviços de tapa-buraco: 15 buracos tampados (112 metros quadrados), pintura total da Praça  da Ocupação, lavagem com o caminhão pipa e Antares em uma  extensão de 80 metros. Alem da varrição (1.300 metros lineares), pintura (1.450 metros lineares), raspagem (1.450 mts lineares), podas (4 podas) e uma remoção, cata-bagulho ( 5 caminhões cada 9 metros cúbicos) e 13 bueiros (3 metros cúbicos) – além de outros serviços paralelos de limpeza. Foram registrados vários pontos para novas investidas de serviços da prefeitura regional.

Visita ao Mutirão do Pobre == Na oportunidade, o prefeito regional e equipe visitaram as dependências da Associação Mutirão do Pobre (*), autorizando vistoria de algumas árvores pelo agrônomo da Prefeitura. Na Rua Filhos da Terra, altura do número 898, foi solicitada melhoria em ponto de ônibus, abrigo de sol e chuva.  Em toda a ação,  a Inova contou com os serviços de 71 funcionários  para capina, varrição e pintura – e mais seis caminhões de vários serviços.

Como em todas às vezes anteriores, o prefeito regional Alexandre Pires esteve vestido com o uniforme de gari da Inova/Prefeitura de São Paulo,  agora na cor laranja. E o que contagiou a companheira da Chefia de Gabinete da Prefeitura Regional, Silvia Cibele Aparecida da Silva, que demonstrava muita satisfação em vestir o uniforme nas cores verde e amarelo. Mais uma vez, com muita disposição, o prefeito regional pôs a mão na massa, cortando o mato da Praça da Ocupação, participando da lavagem da praça e auxiliando no cata-bagulho.

A ação da São Paulo Cidade Linda ganhou a simpatia e reconhecimento  da população do Jardim Filhos da Terra, com várias melhorias realizadas na região. Espera-se agora a participação de todos os moradores na zeladoria das ruas, das praças e no descarte correto do lixo. “Nós estamos fazendo a parte do poder público e a população precisa fazer o outro lado. Juntos seremos mais fortes e em condições de melhor qualidade de vida para todos”, finalizou o prefeito Alexandre Pires.

(*) O que é Mutirão do Pobre — A iniciativa de fundação do Mutirão surgiu sob a inspiração e organização de Renata Vagnoti – a Irmã Martha – enfermeira da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, que percebeu a necessidade da melhoria da moradia como item fundamental para a qualidade de vida dos moradores da região.

O trabalho voluntário desenvolvido por seus fundadores marca até hoje a atuação do Mutirão. Entre 1961 e 1995 foram construídas cerca de 100 residências em terrenos particulares. Além de financiar o material de construção, o Mutirão fornecia as plantas de acordo com os padrões técnicos (contemplando salubridade, isolação, ventilação e outros aspectos) e ainda garantia todos os procedimentos necessários para a legalização e construção das moradias.  Desde 1963, o Mutirão passou a desenvolver programas educativos, assistenciais e de formação voltados à comunidade, atendendo crianças e jovens das famílias de Vila Paulistana, Jardim Filhos da Terra, Jardim Arapuã, Jardim Hebron, Vila Zilda, Jardim Felicidade, Jardim Fontális, Recanto Verde, Vila Airosa e região em torno. <Com apoio e informações/Fonte: Assessoria de Comunicação-Prefeitura Regional Jaçanã/Tremembé>

 —————————

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here