Já é de conhecimento geral que o cigarro está relacionado ao câncer de pulmão. Mas poucos sabem que o tabagismo também está envolvido na incidência de um outro tipo de câncer: o de cabeça e pescoço. E é justamente para aumentar a conscientização da população sobre a prevenção desses tumores que a campanha Julho Verde foi criada. No Brasil, este é o segundo tipo de câncer mais incidente em homens, segundo o INCA² .

O câncer de cabeça e pescoço é a denominação para tumores que se originam em várias regiões das vias aérea digestivas, como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), seios paranasais3.

“A incidência do câncer de cabeça e pescoço é alta e a maioria das pessoas é diagnosticada já em fase avançada, o que impacta negativamente na sobrevida do paciente, que fica com a fala comprometida”, explica Tatiane Motta, oncologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP).

Inicialmente, os tumores de cabeça e pescoço podem ser assintomáticos e o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em torno de 80%¹, segundo Tatiane. Com o avanço da doença, alguns sinais e sintomas podem aparecer, como dores locais, sangramentos e machucados com maior tempo de recuperação, além de caroços no pescoço, mudança na voz e rouquidão, e dificuldade para engolir5.

Causas ===  O tabaco é responsável por 97% dos diagnósticos de câncer de laringe³. O álcool associado ao fumo aumenta o risco em 19 vezes para câncer nessa região¹.

O HPV (vírus do papiloma humano), transmitido também pelo sexo oral sem prevenção, também tem contribuído para o aumento na incidência de tumores de orofaringe (amígdalas e base de língua)³. Esta é uma tendência mundial, que também já é identificada no Brasil.

Tratamento === Os tratamentos terapêuticos para CCP podem incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapia-alvo ou uma combinação de tratamentos. A localização do tumor, o estágio da doença, a idade e o quadro geral de saúde são fatores que contribuem para a escolha da conduta de tratamento mais adequada de cada paciente. O mais importante é o tratamento personalizado, considerando as particularidades de cada caso, oferecendo o melhor tratamento disponível4.

Além das terapias tradicionais, nos últimos anos surgiram medicamentos que proporcionam excelentes resultados no controle da doença com menor impacto na qualidade de vida dos pacientes, que são as terapia-alvo e imunoterapia.

Prevenção === A prevenção é parte fundamental da campanha do Julho Verde. Atitudes simples, como acompanhamento regular com um dentista, diminuição do consumo de bebida alcoólica e suspensão do cigarro já contribuem para uma melhora na saúde4. <<Com apoio de informações/fonte: Imagem Corporativa/Isabella Almeida >>

Referências

¹ Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva – INCA. www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/agencianoticias/site/home/noticias/2016/prevencao-deteccao-precoce-cancer-cabeca-pescoco-tema-encontro-inca

² Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva – INCA. Estimativa 2018. Rio de Janeiro, 2018.

³ ACBG Brasil – Associação de Câncer de Boca e Garganta

4 Oncoguia. www.oncoguia.org.br/conteudo/cancer-de-cabeca-e-pescoco-tem-alta-incidencia/11012/7/

5 Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva – INCA. Laringe – Sintomas. Disponível em: www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/laringe/sintomas. Acesso em: 05 de julho de 2018.

Institucional Trevo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora