por Conceição Lourenço (*)

Ontem à noite, no hipermercado perto da minha casa, eu andava rápido, no estacionamento, para levar minhas compras pra casa. Ouvi um “tec, tec, tec, tec” atrás de mim. Deduzi que era uma criança correndo. Ela me alcançou e ficou na minha frente: “Você é quem?”, olhando pra cima, curiosa.

Era uma neguitinha de uns 3 anos, muito linda, toda de cor-de- rosa, com tênis que acende e com um belo cabelão amarrado no alto da cabeça. Os olhinhos brilhavam. Respondi: “Sou Conceição e você?”, “Eu sou Alícia”. E continuava parada, me impedindo de ir embora, aí eu disparei: “Que legal, agora já  somos amigas”, e ela : “Simmmm…”.

Mas parece que  não queria só ser minha amiga, estava com um problema e me disse, cheia de esperança: “Você está de cabelo solto, sua mãe deixa???”. Gelei, e agora? Os pais nos alcançaram. A mãe fingindo-se envergonhada, escondia o rosto com a mão, tamanha a audácia da filha. Eu não sabia o que responder ao “sua mãe deixa?”.

Aí respondi com a mais pura verdade: “Ela deixa porque mora muito, muito longe daqui (fiz um gesto escondido pra mãe, mostrando o céu). E também eu não vou mais à escola. Na escola ela não ia deixar eu ir de cabelo solto”.

E Alícia, ainda me olhando sem parar, mas bem decepcionada respondeu: “Ah, tá…”. O pai queria explicar o porquê da indagação, mas não dei conversa. Dei um beijo nela, nos despedimos, e lá ficou ela me olhando de longe.

Voltei pra casa e a cena não me saía da cabeça. Ri sozinha algumas vezes.  Hoje de manhã, por via das dúvidas, apesar de sair de casa atrasada, procurei um porta-retrato com uma foto bem bonita (todas as fotos dela são bonita) da mamãe e levei para enfeitar minha mesa de trabalho, acho que ela iria gostar…


(*) Conceição Lourenço — jornalista há 35 anos. Passou por diversas redações e segmentos: Revista Exame, Infantis, Diário de São Paulo, Revista Bárbara, Uma, Chiques&Famosos, Ti-ti-ti. Dirigiu a Revista Raça Brasil. Fundadora da Cal Assessoria de Imprensa. Hoje é Assessora Executiva de Comunicação na Prefeitura Regional do Pirituba/Jaraguá.  << “Crônicas da Conceição”: às 6ªs. feiras >>

Nota da Redação: As opiniões publicadas neste espaço são de inteira responsabilidade de seus autores. Os comentários nele emitidos não exprimem, necessariamente, o ponto de vista do “DiárioZonaNorte” e nem de sua direção.

Natal 2017 CN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here