Os fornos de micro-ondas facilitam o cotidiano de quem não quer perder muito tempo na cozinha. A PROTESTE, associação de consumidores, realizou um teste para apontar quais, dos nove modelos testados, são os melhores.

Um dos modelos analisados em laboratórios foi eliminado por pecar no critério segurança. O aparelho Philco PME 31 mostrou que seu cabo de alimentação não é tão resistente quanto deveria. Caso o consumidor queira trocá-lo de lugar e esqueça de tirá-lo da tomada, isso faria o cabo ceder, trazendo riscos de choque. Sendo assim, a PROTESTE pediu ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro a revisão da certificação do produto.

No quesito conveniência, a PROTESTE analisou se os displays são fáceis de compreender e se os botões precisam de muita força para serem acionados. Não foram encontrados problemas entre as marcas. O tamanho interno do eletrodoméstico também foi comparado, seguindo a indicação na etiqueta do produto. Neste teste a maior diferença observada foi a do Consul CM020, que possui 19,6 litros, mas destes apenas 9,6 equivalem ao volume útil.

Os três modelos “melhor avaliados” foram: LG MH7053R, Consul CM020 e LG MS3052R. Destes, o Consul CM020 é a escolha certa, porque oferece o melhor custo-benefício e pode ser encontrado no mercado a partir de R$314. É possível economizar até R$370, em comparação ao forno Panasonic NN-GT696SRUN, o mais caro do teste e que não se saiu tão bem no critério facilidade de limpeza.

Caso precise de um forno maior, o consumidor pode apostar no LG MH7053R, o melhor do teste. Com 30 litros e 16 de volume útil, o modelo tem um preço atrativo de R$465 e se saiu bem nos critérios: segurança elétrica, conveniência, consumo de energia, facilidade de limpeza, ruído e desempenho.

Para verificar a precisão dos equipamentos no preparo de alimentos foram realizados seis pratos: pipoca, bolo de caneca, pizza Hot Pocket, pizza congelada comum, hambúrguer Hot Pocket e lasanha. Os fornos se saíram bem, na maioria dos testes. A exceção foi o Consul CMS45 que não se saiu tão bem no preparo de pipoca.

O aparelho Consul CMA20 não se saiu bem no preparo de lasanha, a deixando morna no centro, sem cor e sem sabor. Isso também aconteceu com as pizzas comuns preparadas no LG S3052R e no Midea MTAE41, que não derreteu o queijo e deixou o pão branco (hambúrguer hot pocket).

Um ponto positivo dos modelos testados foi que não é necessário se preocupar com o peso na conta de energia. Utilizando os equipamentos por 10 minutos ao dia, o consumidor irá gastar R$5,66 ao mês, levando em conta a tarifa da concessionária carioca Light. Além disso, nenhum foi considerado barulhento.

Para manter o micro-ondas limpo, a PROTESTE aconselha o consumidor a usar um pano úmido com sabão ou detergente neutro e pano seco nas partes que conectam o interior e o exterior do aparelho.

É importante lembrar que é necessário desligar o equipamento da tomada antes de higienizá-lo e de não guardar ou utilizar objetos de alumínio dentro dele. Para maiores informações sobre dicas para o consumidor, acesse: proteste.org.br.

SorteioNatalCenterNorte

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora