Representantes de diversos movimentos da Zona Norte reuniram-se nesta 2ª feira (04/12/2017) na Câmara Municipal de São Paulo para pedir a criação do Parque Municipal Brasilândia. De acordo com os participantes, é fundamental que o poder público tome as providências para garantir a preservação da área.

Localizada entre as avenidas Deputado Cantídio Sampaio e Deputado Elísio Teixeira Leite, o terreno onde deveria ser construído o parque tem 310 mil metros quadrados e está definido como Zepam (Zona Especial de Proteção Ambiental) – territórios reservados para preservação e proteção do patrimônio ambiental.

“A área tem minas de água e cachoeira, mas está sendo destruída por conta da construção de moradias irregulares”, disse o presidente do Movimento Ousadia Popular, Quintino José Viana.

Para ele, é fundamental que o poder público tome as providências. “Defendemos a criação do Parque Municipal da Brasilândia porque não tem nenhuma área de lazer para a população dessa região. Queremos que a Câmara cobre a Prefeitura para construir o parque”, disse.

O presidente da Associação de Moradores Damasceno Já, Eugênio Luis Pinese, concordou com Viana. “Esse encontro é fundamental. A ideia da criação do Parque Municipal Brasilândia está cada vez mais distante porque as informações estão desencontradas e o terreno está sendo ocupado. O loteamento irregular está muito avançado”, disse.

O debate sobre a criação do Parque Municipal Brasilândia é antigo na Câmara. Autor do Projeto de Lei (PL) 55/2010, o vereador Claudio Fonseca (PPS), defendeu durante a reunião a aprovação da medida para que a população da zona norte tenha um espaço de lazer e que a capital paulista tenha o meio ambiente preservado.

“É necessário que o próprio poder público reconheça a importância dessa área, que está sendo invadida. A área é uma zona de proteção ambiental e tem muitas nascentes que ajudam a melhorar o clima da cidade. Depois de aprovado, espero que o Projeto seja sancionado e que se crie a estrutura necessária para que, de fato, se viabilize a constituição do parque”, disse. << Com apoio de informações/fonte: Imprensa/Câmara Municipal de São Paulo-CMSP – Reportagem: Kátia Kazedani >>

Assisita também a reportagem transmitida pela Tv Câmara:

                                   http://bit.ly/2jhXNR4

 

Natal 2017 CN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here