Dois estilos totalmente diferentes. Um é tranquilo. O outro é ligado no 220 volts. Não desmerecendo o vice-prefeito Bruno Covas, mas a ausência do prefeito João Doria Jr. tira um pouco do brilho nos eventos. Sempre há a grande expectativa pelo prefeito à população, ao lado de seu carisma comunicativo. Mas Doria, depois de duas longas viagens ao exterior e um evento empresarial em Foz de Iguaçu no final de semana, mantendo seu ritmo intenso de trabalho de até 15 horas por dia —  incluindo sábados, domingos e feriados –, descansava merecidamente com a família em Campos de Jordão. E foi o que aconteceu neste domingo (23/04/2017), na Vila Albertina, em Tremembé (Zona Norte/Nordeste), que recebeu a visita do prefeito em exercício Bruno Covas – que além de vice-prefeito é também o Secretário das Prefeituras Regionais.

MUITA EXPECTATIVA E COLABORAÇÃO === Mesmo com a tradicional garoa e a virada no tempo, caindo logo pela manhã a temperatura entre 17 e 21 graus, com o céu carrancudo chamando chuva para mais tarde – apesar que houve até a presença do Sol por volta das 10 horas –, muita gente se envolveu com a presença do vice-prefeito Bruno Covas, que foi recebido  pontualmente às 9 horas da manhã pelo anfitrião prefeito regional de Jaçanã/Tremembé, Alexandre  Pires – que levou sua esposa Lia Fernanda e a filhinha de 3 anos, Thainá –, a Chefe de Gabinete Sílvia Cibele Aparecida da Silva e a Coordenadora de Governo Local Waleska Simone Conte Lima Brilhante – e muitos supervisores e funcionários. Estiveram presentes os prefeitos regionais: Dário José Barreto (Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros), Ivan Lima (Pirituba/Jaraguá) e Jorge Farid Boulos Bou Chebl (Vila Prudente);  os Secretários da Pessoa com Deficiência Cid Torquato Júnior e o da Cultura André Sturm; a vereadora Aline Cardoso (PSDB) e os vereadores Rodrigo Gomes (PHS) e Conte Lopes (PP).

O LOCAL COM FESTA === O local escolhido foi a Rua Antonio Joaquim de Oliveira bem em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Osvaldo Marçal e da Escola Municipal de Ensino Infantil – EMEI Dina Sfat, onde sobrevive um pequeno comércio com mercadinho vendendo o quilo da carne de sol por R$23,98 e costela de acém a R$11,90 e ao lado de uma Igreja ADM onde anuncia “Venha fazer parte de nossa família”. Muitas casas simples em volta onde os moradores saíram à rua ou ficaram nas janelas observando a grande movimentação de cerca de 300 pessoas. “Nunca vi tanta gente na porta de minha casa!”, declarou uma moradora junto a um grupo de vizinhos. E chamou mais atenção ainda quando inesperadamente surgiu o ritmo forte da bateria da Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi – que tem um terreno e barracão no Jaçanã. Um grupo de mais de 10 ritmistas com mestre-sala, porta-bandeira, duas baianas e passistas – que não parou de tocar o tempo todo. Segundo um dirigente da escola de samba, foi “um apoio e agradecimento ao prefeito regional e ao novo governo pelas ações na cidade”.

OS SERVIÇOS DE ZELADORIA == Nesta 16ª edição (* ver relação no final) do Mutirão Mário Covas-Calçada Nova, as ações acontecem da periferia em direção ao Centro da cidade com o objetivo de reformar as calçadas para ampliar a acessibilidade da área de lazer e trazer mais conforto aos pedestres que circulam pela região. Durante a semana, a Prefeitura Regional Jaçanã/Tremembé já reformou no local o restante da calçada, remodelou uma pracinha, implantou um novo ponto de ônibus, pintou as sarjetas, removeu pichações e outras melhorias.  Ao longo desta semana, o entorno também receberá serviços de limpeza e zeladoria, com a capina do mato e a pintura de guias – além de outras ações.

PAU-BRASIL SEM HOMENAGENS == Logo na chegada, o vice-prefeito Bruno Covas foi direto à pracinha para plantar uma muda de Pau-Brasil – outras duas serão plantadas em locais próximos –, onde teve a ajuda de vários colaboradores. Mas fugindo à regra do prefeito João Doria Jr., não houve discurso e nem referências ao ex-presidente Lula como “o maior cara de pau do Brasil!”.

Muita gente ao redor do evento, muitas fotos e selfies. E notou-se as presenças de várias lideranças do local, entre elas o novo diretor-superintendente da Distrital Nordeste da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Carlos Daniel Gonçalves, e o diretor e ex-superintendente Michel Wiazowski Rocha;  o coordenador do Conselho Participativo Municipal, Alex Marchioratto; a presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Sônia Daniel; o líder comunitário da Sociedade Amigos do Parque do Edu Chaves – SAPEC, Nelsinho Ferreira Filho; do vereador Conte Lopes  e do ex-vereador Anibal de Freitas  – entre outros líderes e representantes das comunidades da região. Além de funcionários e coordenadores da Inova, da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e apoio da Sabesp – que montou o estande para oferecer água ao público. Esteve presente também os Comandantes da Guarda Civil Metropolitana, o Inspetor Ferreira, de Grupamento da Área Norte; e o Inspetor Meleti, da Região Jaçanã/Tremembé — com algumas viaturas.

MÃO NA MASSA NAS CALÇADAS === Já em seguida, o vice-prefeito Bruno Covas dirigiu-se a um trecho da calçada, onde sobraram propositalmente dois metros para conclusão da nova calçada que foi refeita. É uma maneira simbólica de conclusão dos serviços que foram realizados durante a semana pela Prefeitura Regional. E todo mundo participou da retirada das pedras, que passaram pelas mãos de Bruno Covas, do prefeito regional Alexandre Pires, de outros prefeitos regionais e vereadores até chegar na caçamba que ficou ao lado. Limpo o local, todos ajudaram a jogar e espalhar a massa de cimento no espaço. E a conclusão,  passando a régua de madeira e aplainando o novo trechode dois metros.

GESTÃO MOSTRA EXEMPLOS DE TRABALHO === Terminada a solenidade e o trabalho, novas fotos e selfies de muita gente querendo ficar ao lado do vice-prefeito Bruno Covas. Em momentos, representantes de cidades do interior e de outros estados vieram conversar com o vice-prefeito, pois ali estavam para acompanhar o projeto Mutirão Mário Covas-Calçada Nova como modelo para suas prefeituras – segundo informaram “como bons exemplos de gestão”.

Um tempo mais longo com gravação em vídeo, dois representantes da prefeitura de São Luis/Maranhão pegaram o depoimento de Bruno Covas falando sobre essa experiência. E também para outro representante do Rio de Janeiro deu explicações resumidas do processo da Prefeitura de São Paulo e ficou de encaminhar mais detalhes. Em alguns momentos, o vice-prefeito recebeu pedidos, em bilhetes e documentos, e também o morador Wagner que fez uma série de pedidos para a região do Tremembé e, no final, informou que seu filho Luiz Alberto vai nascer e que espera um lugar em alguma creche. Bruno Covas complementou o pedido “… para o menino e mais 65 mil crianças que também aguardam vagas…”. E o prefeito regional Alexandre Pires, ao lado, acrescentou  que o assunto  “é uma demanda da comunidade”.

O EXEMPLO ESTÁ SENDO OFERECIDO == Na pequena e rapidíssima coletiva de Imprensa, o vice-prefeito destacou: “A calçada faz parte de um eixo estratégico de acessibilidade e mobilidade para essa gestão. Temos uma meta ousada que discute não apenas quantos quilômetros iremos recuperar, mas também a porcentagem de ampliação de deslocamentos a pé na cidade”. E, mais tarde,  foi complementado pelo prefeito regional Alexandre Pires: “Esta calçada estava numa situação muito crítica e sua recuperação proporciona um ganho grande para a comunidade, por ser uma via de fluxo intenso e dar acesso para UBS Vila Albertina, Promove e Escola Estadual Izac Silverio”.

O que ficou evidenciado é que as ações aos poucos vão ganhando mais espaços, durante a gestão dos prefeitos regionais, no dia a dia da comunidade. Segundo o projeto, haverá outras fases com participação mais ativa da população, que receberão apoio  e instruções para a realização de trabalhos na comunidade. “O governo mostra que não ficará parado, e nem tem desculpas para as ações, e que as comunidades precisam interagir com a zeladoria”, complementou o prefeito regional Alexandre Pires, lembrando que “todos devem ser vigilantes e ajudar com a cidadania, não custa nada”.

O CHILE VAI CONHECER OS PROJETOS === E assim foi a manhã de domingo com uma grande agitação na Vila Albertina, na Zona Norte da cidade já nos pés da Serra da Cantareira. Depois de um pouco mais de uma hora, o evento foi encerrado com a saída do vice-prefeito e prefeito em exercício Bruno Covas, que teve uma explêndida acolhida da população. À noite, Bruno Covas estava com viagem acertada para Santiago do Chile, onde foi convidado para expor os projetos revolucionários da nova administração municipal, que despertam interesse pelo formato de gestão e soluções comunitárias.

AS NOVAS AÇÕES === Agora, a sequência do projeto Mutirão Mário Covas-Calçada Nova prevê novas ações em  Capela do Socorro (30/04), São Mateus (07/05), Campo Limpo (14/05) e Itaquera (21/05). Todas as semanas, o mutirão realiza em áreas afastadas do Centro um conjunto de ações como operação cata-bagulho, conservação de áreas verdes e trabalho de conscientização da população local sobre horários da coleta de lixo.

(*) O Programa Mutirão Mário Covas-Calçada Nova já passou pelos bairros de São Miguel Paulista, Vila Prudente, Lapa, Freguesia do Ó, Parelheiros, Perus, Cidade Tiradentes, Pirituba, Cidade Ademar, Aricanduva, M’Boi Mirim, Itaim Paulista, Vila Maria e Raposo Tavares.

 Veja a galeria de fotos do evento e os bastidores na fanpage do DiárioZonaNorte, clicando aqui.

 

 

 

 

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here