Um dia depois de ser empossado prefeito da cidade de São Paulo, João Dória Júnior cumpriu a promessa e, usando um uniforme de gari, deu início ao programa de zeladoria urbana “Cidade Linda”. Os trabalhos em esquema de mutirão serão periódicos em diversos pontos da cidade.

A ação simbólica contou com a participação de alguns dos secretários que compõe a atual Prefeitura de São Paulo e do vice-prefeito Bruno Covas que, como João Dória, utilizavam uniformes de gari.

O ser humano tem a tendência de  não enxergar aqueles que executam trabalhos braçais , já que a percepção humana é condicionada desde sempre à divisão social do trabalho, onde enxerga-se apenas a função e não a pessoa.

Ao usar o uniforme de gari  o  ato de  João Dória foi no mínimo, genial.  Ele chamou a atenção para uma categoria profissional de extrema importância para a ordem urbana que, aos olhos da maioria das pessoas, é invisível e conseguiu demonstrar a importância do engajamento dos servidores.  Ações como essa, promovem paulatinamente o envolvimento da população para a questão do “cuidar da cidade”.

Em entrevista concedida para vários veículos de imprensa, que acompanharam a ação, João Dória afirmou “este é um trabalho amplo de manutenção da cidade. Queremos fazer da cidade de São Paulo um local mais agradável para se viver e para se frequentar”.

A ação, iniciada na Avenida 9 de Julho, contempla serviços de manutenção de logradouros, conservação de galerias e pavimentos, retirada de faixas e cartazes, limpeza de monumentos, recuperação de praças e canteiros, poda de árvores, manutenção de iluminação pública, reparo de sinalização de trânsito, limpeza de pixações, troca de lixeiras, e reparo de calçadas. O programa conta com representantes do governo, iniciativa privada e ONGs.

A iniciativa na região da Avenida 9 de Julho será realizada até a próxima 4ª feira (04/01) e contará com o serviço de 1.291 pessoas e com a utilização de 176 equipamentos, entre caminhões, varredeiras mecânicas e triciclos.

“Este é o primeiro dia útil do nosso mandato, e já começamos trabalhando. Desde as 6 horas da manhã com todos os secretários, todos os presidentes das empresas públicas municipais estão aqui. E estamos aqui dando um exemplo de servidor. Eu sou um servidor público, todos os demais secretários que estão aqui presentes”, afirmou Doria.

                                                                                                                          POPULAÇÃO DE SITUAÇÃO DE RUA == Antes do início do São Paulo Cidade Linda, equipes da Secretaria da Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) fizeram abordagem em todos os locais ocupados por pessoas em situação de rua, no território que recebeu a ação de zeladoria. Para aqueles que optaram por ir para abrigos, a Prefeitura realizou o encaminhamento aos serviços. Também foi realizada a limpeza de um espaço sob o Viaduto Doutor Plínio de Queiroz, que conta com quadras poliesportivas ao lado, para receber as pessoas que não aceitaram o abrigo.

“Vínculo é a palavra-chave para o trabalho de assistência social. Muito antes da ação, fizemos um trabalho para perguntar o que aquelas pessoas queriam e o que a Prefeitura podia fazer por elas. Neste primeiro momento, tentamos dar mais dignidade para essas pessoas, mas não é o ideal ainda. Esse é o atendimento real, mas para ter o ideal, a secretaria terá de fazer ainda mais”, afirmou a secretária Soninha Francine.

De acordo com Soninha, a ideia é mudar a concepção dos atuais centros de acolhida para o futuro Espaço Vida. “O objetivo é fazer com que esses espaços não sirvam somente para pernoitar, com uma outra atividade durante o dia. Queremos que as pessoas estudem, se capacitem e principalmente, tenham a oportunidade de trabalho, gerando emprego e renda, para que elas tenham autonomia. É fazer o curso de panificação, produzir os pães do próprio abrigo, mas avançar para, por exemplo, vender esses pães na vizinhança”, disse.

PROGRAMAÇÃO == O Cidade Linda continua em janeiro na Avenida Paulista (nos dias 7 e 8), na Avenida 23 de Maio (nos dias 14 e 15), Avenida Santo Amaro (nos dias 21 e 22) e Avenida Tiradentes (nos dias 28 e 29).

Em fevereiro, é a vez da Avenida Mateo Bei (nos dias 4 e 5), Avenida Ipiranga e Avenida São Luis (nos dias 11 e 12), Centro Histórico (Praça da Sé, Líbero Badaró e Pateo do Colégio, nos dias 18 e 19) e Avenida Cruzeiro do Sul (nos dias 25 e 26).

“Essa ação vai acontecer todos os meses, nos próximos quatro anos. Nós não vamos parar mais. Essa mesma operação, Cidade Linda, que vocês estão vendo hoje aqui, vai ocorrer toda semana. Na semana que vem, na Avenida Paulista, em homenagem a avenida mais importante de São Paulo, que celebra o aniversário da cidade no dia 25, então, na semana que vem estaremos na Avenida Paulista. Cedo e, mais uma vez, todos vestidos de gari, em uma demonstração de igualdade, humildade e trabalho”, afirmou Doria.

As ações do São Paulo Cidade Linda serão coordenadas pela Secretaria de Prefeituras Regionais, contando com apoio das pastas de Desenvolvimento Social, Infraestrutura e Obras, Transportes e Mobilidade, Segurança Urbana e Verde e Meio Ambiente.

Fonte: Secretaria Executiva de Comunicação-Secom/PMSP

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here