O muro da rua Viri, ao lado do Sesc Santana (Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Informações: 2971.8700), receberá a intervenção “Te dou a minha palavra”, exposto no período de agora (julho) até 22 de dezembro – todos os dias, 24 horas, livre e grátis.  Por meio da linguagem do lambe-lambe, busca despertar o público da apatia em meio ao caos urbano. Uma oportunidade, a qualquer momento, para tirar uma foto em frente a um dos painéis, ou até, em grupo, uma selfie.

Realizada pelo Sesc Santana, a ação integra o projeto Grafiterritórios ZN do Sesc Santana, que propõe ocupações artísticas  com foco na arte urbana. Nesta edição, dois coletivos e três artistas visuais que se  utilizam da técnica de lambe-lambe, trazem a reflexão  sobre o contexto sócio-político-poético atual, a partir da  palavra escrita, das artes visuais e da poesia urbana.

A ideia é trazer uma reflexão entre a palavra escrita e as artes visuais, provocar o olhar do público diante dos 100 metros de painel ocupados por palavras de ordem. Tudo isso utilizando o lambe-lambe, uma das principais linguagens da expressão contemporânea.

Técnica ligada ao grafite, o lambe-lambe é uma vertente da arte de rua que utiliza cartazes como intervenção urbana. Desde sua origem, são utilizados para a transmissão de ideias e pensamentos ou divulgação de artes, até mesmo protestos elaborados por meio de imagens e textos.

Com: Coletivo Paulestinos, Coletivo Transverso, Laura Guimarães, Kátia Lombardo e Simone Siss. Os artistas foram selecionados tendo em vista sua experiência nas intervenções urbanas, principalmente por suas composições de escrita poética na técnica do lambe-lambe.   < Com apoio em informações/fonte: Assessoria de Imprensa-SESC Santana >>

Organicos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora