Visivelmente nota-se que os moradores da cidade estão mais alegres e solidários, reflexo da  transformação de apenas três meses nas vidas e no cotidiano destas pessoas, diante das ações que ocorrem na administração pública. E, deste modo, até as reuniões dos Conselhos Comunitários de  Segurança – CONSEGs  começaram a sentir esses efeitos. Até o ano passado, imperava um clima de  desânimo nas reuniões.  Os moradores levavam as demandas e só ouviam desculpas da administração pública, que  nada resolvia.  Era muito difícil ter a presença do subprefeito, naqueles momentos, e às vezes nem mesmo representante era deslocado para substituí-lo.  E isto foi esvaziando as reuniões do CONSEG.

MAIS GENTE PARTICIPATIVA  === E nunca se havia visto tanta gente na reunião do CONSEG de Vila Gustavo/Parada Inglesa/Tucuruvi (que também engloba Vila Constança, Parque Vitória, Vila Ede, Jardim Brasil e Vila Medeiros) como nesta 4ª feira (29/03/2017), onde chegou-se a 48 pessoas no salão cedido pelo Lions Clube da Vila Gustavo, ao lado da Estação do Metrô Parada Inglesa. Mais do que  espectadores, eram  munícipes participativos em uma clara demonstração de resgate da cidadania.  Foram 50 demandas apresentadas, com a participação ativa da platéia.

O MOMENTO EMOCIONA === Esta participação espontânea deixou o presidente do CONSEG, Antonio Henrique Fernandes – nos seus 76 anos de idade e 26 anos no comando das reuniões -, emocionado e até com a voz embargada ao fazer os agradecimentos no final da reunião. “Isto demonstra que as pessoas querem contribuir com as melhorias agora visíveis na cidade. Essa participação é muito importante para todos e deve ser permanente”, em um  momento de sua fala ao lembrar que os membros do CONSEG são voluntários, nada ganham, só querem o bem para a comunidade.  E que todos ali vão com esse intuito, como o delegado, a comandante da PM, o prefeito regional e outros, fora de seus horários de trabalho em uma clara demonstração de cidadania.

QUEM COMPARECEU === Na mesa, ao lado do presidente do CONSEG, estavam os membros natos representando a Policia Militar com a Comandante Capitã Mônica Iwasaki Salles, da 3ª Companhia do 5º Batalhão; e da Policia Civil, o Delegado Egidio Cobo, do 39º Distrito Policial. Nesta composição, o prefeito regional de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Dário José Barreto; na representação da prefeita regional de Santana/Tucuruvi/Mandaqui (Rosmary Corrêa-Delegada Rose), o assessor de gabinete José Cândido de Freitas; o Sub-Comandante da Guarda Civil Metropolitana, Inspetor Marcos dos Santos Queiroz; e o representante do Conselho Tutelar de Santana/Tucuruvi/Mandaqui, Aparecido Brás – na plateia estava também outro conselheiro tutelar, o guarda Luizinho.  Houve ainda a presença especial do presidente do CONSEG Vila Guilherme/Jardim São Paulo, o advogado Dr. José Maria Rocha. Na retaguarda, a vice-presidente do CONSEG Vila Gustavo, Profª  Maria Cândida Costa Gaspar  e a diretora Dra.  Cleusa de Fátima Rodrigues da Costa

AUTORIDADES FALAM ===  A palavra inicial foi concedida ao Delegado Egidio Cobo, que fez um balanço dos casos policiais e chamou a atenção para o aumento de casos de furtos e roubos na região. E que, mesmo com uma estrutura pequena, a delegacia está à disposição dos moradores.  Falou da importância dos Boletins de Ocorrência, que ajudam nas estatísticas e providências policiais no local – com apoio da Policia Militar. Lembrou que as pessoas precisam usar esse procedimento, pois reclamam da demora para emiti-lo. “Isto é normal. Não é um tempo exagerado. E onde é que não tem que esperar? No banco, no mercado e noutros locais há sempre um tempo de espera!”, lembrou o delegado.

MAIS AJUDA À PM === Com o fio curto do microfone, que não chegava até a ponta da mesa, a Capitã Mônica da Policia Militar foi obrigada a sair de seu lugar e ficar em pé, atrás do presidente do CONSEG e junto à bandeira do Lions Club. Ela explicou inicialmente que esteve fora por licença médica e que retornou há duas semanas.  Fez rapidamente algumas colocações sobre casos policiais e lembrou  da  falta de mais efetivo e viaturas – inclusive um morador preso nos últimos dias acabou quebrando um veículo, que momentaneamente está fora de ações. No final, informou que haverá a formatura dos novos sargentos, em solenidade no Anhembi, e que espera receber reforço de quatro ou cinco deles para melhorar os atendimentos.

PREFEITO REGIONAL QUER AJUDAR === Já o prefeito regional de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Dário José Barreto, trouxe uma novidade para melhor atender os munícipes. Além de dispor do telefone 156, da página da internet e das demandas levadas à Praça de Atendimento, o prefeito regional pediu para os moradores trazerem cópia ou o número do protocolo, na próxima reunião. Ele quer ter um controle direto destes pedidos e agilizar o atendimento para que não fiquem parados ou gerem problemas. Dário também explicou os critérios para definir qual o melhor Prefeito Regional do Mês, que é escolhido pelo prefeito João Dória. E deu um exemplo que o prefeito regional da Cidade Tiradentes ganhou no mês passado por ter solucionado o problema de pancadões em sua região. Uma pessoa da plateia sugeriu que essas indicações para  o  prêmio tenha também a participação dos moradores.

BOAS NOTICIAS PARA SOSSEGO DE TODOS === O representante da Prefeitura Regional Santana/Tucuruvi/Mandaqui, José Cândido de Freitas, explicou a ausência da prefeita Delegada Rose, que foi convocada em outra reunião do governo. Mas trouxe duas boas notícias: o acordo feito com o proprietário do Posto Ipiranga (Av.Luiz Dumont Villares) para diminuir a algazarra que jovens fazem nos finais de semana naquele local. Haverá um maior controle com bebidas e o barulho, além do fechamento ser terminantemente às 22 horas. “Agora, os moradores precisam ficar atentos e controlar o local. Qualquer deslize, avise-nos”,  pediu Cândido.

E a outra boa noticia: o fechamento do Bar da Neusa (esquina da Av.Humberto Castelo Branco com a Rua Inglesa), onde era um ponto de drogas e havia muita bagunça nos finais de semana. Além de fechado, foi multado e não poderá abrir mais no local. Por estar irregular, mesas e cadeiras foram encaminhadas para o depósito da prefeitura. Houve elogios à participação dos policiais da 3ª Cia do 5º Batalhão. Cândido também falou dos cancelamentos de duas feiras de food-truck nas praças localizadas na Av. Luiz Dumont Villares, por documentação irregular.  Ainda informou que a prefeitura regional está realizando vários serviços, mas “tenham paciência, pois é muita coisa, e temos uma área grande com mais de 350 mil habitantes. Mas conseguiremos colocar tudo em ordem, mais adiante!”, finalizou.

GCM PEDE DEMANDAS === E, finalmente, houve o pronunciamento do Inspetor Marcos dos Santos Queiróz, Sub-Comandante da Guarda Civil Metropolitana (GCM) com base na Heróis da FEB-Santana, tendo vindo recentemente do Centro,  onde atuou na área da Cracolândia. Explicou rapidamente os serviços de zeladoria da GCM e informou do telefone 153 para utilização dos moradores. “E a população é muito importante para o nossos serviços, pois é os nossos olhos e ouvidos”, acrescentou.

SEGURANÇA NAS RESIDENCIAS === O microfone retornando às mãos do presidente do CONSEG, Antonio Fernandes, e manipulando as fichas de demandas viu que há muitos casos de roubos de celulares na região. Segundo disse, há uma quadrilha especializada nestes roubos. E há inclusive aumento também de roubos em residências. Mais adiante, foi lembrando que em alguns locais da região os moradores se uniram no grupo de “Vigilância Solidária”, com apoio e orientação da Policia Militar, onde há uma efetiva comunicação para segurança de todos – como na Rua Aureliano Leal, na Água Fria. Em alguns locais, usam apitos para chamar atenção e em outros através do WhatsApp. É uma maneira de segurança para os moradores e vizinhos, que comunicam saídas longas, viagens e ficam atentos ao movimento da rua.

CRÍTICAS À CET E ILUME === Em um intervalo das fichas, o presidente do CONSEG reclamou incisivamente sobre o não comparecimento de representantes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Iluminação Pública (Ilume), que recebem muitas demandas nas reuniões. Segundo ele, há um complô contra os CONSEGs para não comparecer mais às reuniões.

Com a mudança de governo, há ainda funcionários que não foram exonerados – mesmo porque a CET é tida como uma empresa e os funcionários são regidos pela CLT – e os indicados não foram determinados para representação nas reuniões. “Eu tenho a informação que o Coordenador Regional Norte da CET está proibindo a vinda ao CONSEG”, afirmou. É lei e deve ser cumprida, mas segundo Fernandes eles querem transferir o problema para os prefeitos regionais, que já estão atolados de problemas para resolver. O prefeito Dário Barreto disse que tem informação da CET que o problema será resolvido já na próxima reunião. E, na continuidade, o presidente do CONSEG acrecentou que o mesmo ocorre com a Ilume. E da plateia veio o pedido para que retorne um representante da Sabesp.

OUTRAS DEMANDAS === Continuando a reunião, surgiram os problemas com estacionamento de peruas escolares, buracos, asfalto, iluminação de praças e ruas – até na área do Metrô Parada Inglesa, poda de árvores, som alto, drogas na Rua Tenente Sottomano no Jardim Brasil, problemas na UBS da Vila Ede, linha de ônibus, assaltos e roubos no Parque Vitória, criação de postos policiais nas praças e até nas salas do Metrô Parada Inglesa e Tucuruvi – como já ocorreu anteriormente, flanelinhas que dominham os estacionamento das ruas — entre outros temas. Mas houve uma efetiva participação dos moradores presentes.

Também foi abordada as ocorrências envolvendo o Carnaval, onde a Av. Luiz Dumont Villares transformou-se em pancadões – com mais de mil pessoas, droga, bebidas, estupro e até morte, que foram temas de matérias do DiárioZonaNorte, na época. O advogado José Maria Rocha, que é morador da região e presidente do CONSEG Vila Guilherme, fez um relato sobre esses acontecimentos e elogiou a atuação do CONSEG Vila Gustavo, da Policia Militar, da Prefeitura Regional e outros. E foi lembrando que os moradores de um dos condomínios próximos dos acontecimentos pediu ajuda, mas agora nem mesmo comparece à reunião do CONSEG. “É sempre assim, a cena se repete, quando há o problema o CONSEG ajuda e resolve; depois de resolvido, todo mundo some”, acrescentou Fernandes.

O ENCERRAMENTIO === No fechamento da reunião, houve ainda o pronunciamento do ecologista e estudioso do assunto,  Elpidio Ulian Jr., que lembrou sobre a Semana Internacional da Água e os cuidados que todos devem ter pelo meio ambiente. Ulian Jr. destacou  o Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas,  desenvolvido por Laura M. Nogueira com apoio da  PUC Minas — leia mais sobre o assunto acessando o artigo de Elpidio Ulian Jr. na página: http://bit.ly/2nEELFf .  E o conselheiro tutelar, o Guarda Luizinho, que fez suas considerações sobre alguns assuntos que foram pautados e falou de seus feitos quando comandava o trânsito da Xavier de Toleto, ao lado do antigo magazine Mappin. Foi lembrado que a próxima reunião do CONSEG Vila Gustavo será no dia 26 de abril – sempre na última 4ª.feira válida do mês — , quando haverá também as eleições para o novo biênio do CONSEG.

Nota = CONSEG VILA GUSTAVO/TUCURUVI/PARADA INGLESA  –  Presidente: Antonio Henrique Fernandes – fernandesah@uol.com.br – Vice-presidente: Maria Cândida Costa Gaspar – negrainae@hotmail.com – Facebook:  mariacandidacostagaspar. Local das reuniões: Salão do Lions Clube – Rua Prof. Marcondes Domingues 164, Parada Inglesa – esq.Av.Dumont Villares (obs.: ao lado do Metrô Parada Inglesa). Encontros: toda última 4ª.feira do mês, das 20 às 22 horas.

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here