A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, participará com mais de cem atividades no Maio Amarelo, movimento que acontece em várias partes do mundo para incentivar a convivência entre os modais e conscientizar a todos sobre a importância de reduzir os índices de mortos e feridos no trânsito.

Em 11 de maio de 2011, a ONU (Organização das Nações Unidas) definiu o A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, participará com mais de cem atividades no Maio Amarelo, movimento que acontece em várias partes do mundo para incentivar a convivência entre os modais e consperíodo de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. Com isso, o mês de maio se tornou a referência mundial para discutir ações para tornar o trânsito mais seguro. Já o amarelo foi adotado para marcar esse mês em alusão à cor do conjunto semafórico que significa “atenção”, ou seja, a ideia é criar um mês para ter “atenção pela vida”.

“Esta iniciativa vai contagiar a cidade como um todo e espero que a todos os que se utilizam de mobilidade, desde os motoristas de automóveis, de ônibus, de vans, motociclistas, ciclistas e pedestres. O Maio Amarelo é um alerta para redução de acidentes e conscientização da população que utiliza algum modal diariamente sobre respeito às regras e à legislação”, disse o prefeito João Doria.

Alguns monumentos da cidade vão ser iluminados na cor amarela pelo Ilume (Departamento de Iluminação Pública), entre eles, viaduto do Chá, Monumento às Bandeiras, Monumento 80 Anos da Imigração Japonesa, além das pontes Estaiada e das Bandeiras. O prédio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, localizado no centro da cidade, recebeu um laço amarelo na fachada.

No último dia do mês (31/05), haverá o Dia D, que é um desafio proposto pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes para terminar o dia sem acidentes com vítimas. O secretário Sergio Avelleda diz que a ideia é conscientizar a todos para ter cautela no trânsito.

Na cidade de São Paulo, estão programadas várias atividades e, para contemplar a todos, a secretaria vai destacar a cada semana um modal diferente.

Pedestres – 2 a 6 de maio

O destaque na primeira semana serão os pedestres e as ações voltadas para tornar as ruas mais seguras para quem anda a pé. Serão feitas campanhas nos cruzamentos para orientar o pedestre sobre a leitura correta dos semáforos. Haverá uma operação piloto em 15 cruzamentos da cidade para conscientizar o pedestre de que não é preciso correr para atravessar quando o semáforo estiver no piscante. As escolas municipais e CEUs (Centros Educacionais Unificados), em parceria com a Secretaria Municipal da Educação, vão fazer ações para informar os alunos e suas famílias sobre segurança no trânsito.

Ciclistas– 7 a 13 de maio

Durante a segunda semana do Maio Amarelo estão programadas várias atividades para os ciclistas, entre elas um passeio ciclístico pelas ruas do centro com o secretário Sérgio Avelleda. Além disso, está agendada uma caravana onde os táxis pretos vão ganhar racks para bicicletas no Ibirapuera justamente para mostrar e incentivar a convivência entre os modais.Também haverá um centro itinerante de apoio aos ciclistas nos principais parques da cidade, onde será possível fazer pequenos reparos nas bicicletas. No shopping Eldorado, também será montada uma pista para as bikes voltada para que as crianças.

Motociclistas e motofretistas – 14 a 20 de maio

No shopping Eldorado, será montado um circuito de motos para que os motociclistas possam receber um treinamento gratuito e mais informações sobre como trafegar com segurança pelas ruas da cidade. Na marginal também haverá um ponto para que os motociclistas possam fazer uma avaliação geral de suas motos.

Veículos de passeio – 21 a 27 de maio

Uma das ações feitas durante essa semana será sobre o uso consciente das vagas especiais, que são voltadas para pessoas com deficiências, idosos e gestantes. Também estão programadas várias apresentações de teatro e distribuição de materiais educativos para os condutores.

Veículos coletivos e de carga – 28 a 31 de maio

Os motoristas de ônibus e ciclistas terão a oportunidade de trocar de papel no trânsito. O ciclista vai subir em um ônibus para ver o ponto cego que o condutor encontra, enquanto este vai pedalar para sentir como é dividir as ruas com os veículos mais pesados.

Além da programação definida pela Prefeitura, entidades de classe e a sociedade civil também podem participar do Maio Amarelo e sugerir programações próprias por meio do site criado para o evento (www.maioamarelo.prefeitura.sp.gov.br).

O Maio Amarelo conta com a parceria da Fundação Bloomberg, que fará o seminário “Como tornar as ruas seguras para as pessoas”, que será aberto ao público com a presença de Skye Duncan, diretora de Desing Global da NACTO (National Association of City Transportation Officials). O aplicativo 99 também apoia o evento e vai doar 300 racks de bike para os táxis pretos, justamente para incentivar a integração entre os modais (bicicleta e táxi). Por meio do app também será possível, durante o mês de maio, participar de game dos modais que vão dar vouchers para os ganhadores. As empresas Shimano e Caloi também são parceiras do Maio Amarelo. << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação-Secom/PMSP>>

Natal 2017 CN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here