No ar, um jeito de coisa nova. Muda ano, tudo recomeça com novas esperanças. E 2017 será um ano de muitas expectativas.  O primeiro de um novo governo municipal.  Uma transformação geral com a posse no primeiro dia do ano do novo prefeito e vice, João Dória Júnior e Bruno Covas, respectivamente.

A cidade de São Paulo exige respostas rápidas, típicas de uma  metrópole que ultrapassa os 13 milhões de habitantes.  Tudo se transforma. Os secretários e os prefeitos regionais –  que agora substituem os 32 antigos subprefeitos – são novos.  Os problemas, permanecem os mesmos.

CIDADE LINDA === Enquanto todos  as atenções se concentraram no centro da cidade, mais precisamente na Praça 14 Bis com a Av. 9 de Julho, onde o novo prefeito abria a primeira agenda de sua gestão com o Programa SP Cidade Linda, os prefeitos regionais assumiam as 32 antigas subprefeituras. Todo mundo foi convocado para levantar cedo e chegar aos seus postos –  no melhor estilo de trabalho  do novo governante da Prefeitura de São Paulo.

RITMO ACELERADO ===  Não foi por menos com o prefeito regional do Jaçanã/Tremembé, o publicitário e administrador de empresas Alexandre Baptista Pires. “Quase não dormi direito, pensando na responsabilidade deste novo ano para mim, especial e cheio de ideias”, resumiu o prefeito regional em frente ao prédio da antiga subprefeitura, na Av. Luiz Stamatis – vizinho ao  conhecidíssimo Hipermercado Bergamini.

No  ritmo do passado,  as portas do prédio da Prefeitura Regional ainda se encontravam fechadas um pouco antes das  7 horas da manhã.   Sem perda de tempo, ainda do lado de fora  –  no estacionamento da calçada, o novo prefeito regional  reuniu-se com alguns colaboradores e aguardou a chegada de mais gente.

E o objetivo era claro na mente de Alexandre Pires, “vamos abrir uma novidade aqui na região,  copiando o programa SP Cidade Linda que acontece com o  Dória, e vamos dar uma geral na importante avenida Guapira”.

LIMITE DE TERRITÓRIO  === Desta forma, a caravana de alguns carros seguiu em direção à Av. Guapira esquina  com a Rua Tanque Velho – próximo da Igreja Nossa Senhora Terezinha.  Do lado debaixo da Rua Tanque Velho pertence à jurisdição do Jaçanã; e a parte acima, em sentido ao centro, é do Tucuruvi – o interessante é que essa rua começa no início da Av. Guapira, no Tucuruvi, percorre aproximadamente dois quilômetros, por trás, e cruza novamente com a Avenida Guapira, na altura do número 2.500.

A FORÇA DE TRABALHO === Exatamente neste ponto, o prefeito Alexandre Pires armou um trabalho para ser realizado com o suporte da empresa de limpeza urbana Inova e cerca de 40 trabalhadores de rua, os garis. E lá eles chegaram carregando pás,  enxadas, roçadeiras, vassouras, escovões, latas de tinta e outros apetrechos. Todos devidamente uniformizados com o logotipo da Prefeitura de São Paulo e com o apoio de três caminhões.

Juntaram-se na calçada próximo da igreja e ficaram no aguardo. E todos, um a um, foram respeitosamente cumprimentados pelo prefeito regional, com aperto de mão  – todos recebendo  palavras de incentivo.

MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO === Antes do trabalho efetivamente começar na Avenida Guapira, o prefeito  regional Alexandre Pires reuniu todos em um espaço no posto de gasolina – que estava fechado naquela hora da manhã – e fez uma breve preleção explicando os motivos do trabalho a ser realizado naquela via pública. Falou também da importância do trabalho deles nas ruas de São Paulo e o reconhecimento que merecem ter pela população. E, em gesto maior de reconhecimento, o prefeito regional colocou no pescoço de cada gari uma medalha de “Honra ao Mérito” com um cordão azul. “O que fazemos aqui é o pouco do que podemos, no momento, para reconhecer o trabalho de vocês”, disse.

Foi uma alegria contagiante e geral, tendo alguns até beijado a medalhinha. E, depois da singela  solenidade, da foto geral, a satisfação de carregar no pescoço uma medalha de reconhecimento. E a maioria foi limpar a avenida, roçar o capim, pintar as sarjetas, sem tirar as medalhas.

O serviço foi feito progressivamente daquele ponto até a Praça do Jaçanã (ao lado do Hospital Geriátrico e de Convalescentes D.Pedro II – o conhecido Asilo do Jaçanã), aproximadamente dois quilômetros, até o final da tarde. Depois de uma avaliação da Prefeitura Regional do Jaçanã/Tremembé, outros serviços serão feitos no local, se houver necessidade,  até consertos de caçadas ou de asfalto.

AGENDA DE TRABALHO NO JAÇANÃ === Enquanto o pessoal da Inova executava os serviços de limpeza e acertos naquela região, o  Prefeito Regional Alexandre Pires teve várias reuniões, durante o dia, para acertos de outros serviços e conhecimento de problemas na região. O ritmo de trabalho deverá ser acelerado, chegando cedo ao trabalho e encerrando no final da tarde – quem sabe começo da noite. “O importante é que poderemos dar um novo ritmo de providências aqui na região, acelerar o processo e buscar melhores condições e qualidade de vida para todos. E muitas novidades estão programadas, até na área de melhorias no comércio e no turismo da região”, encerrou  Alexandre Pires – que tem uma visão muito nítida do que pode ser feito.

Mas há necessidade de que as pessoas aguardem as providências com o tempo necessário, tudo é possível.  E ajudar o trabalho da prefeitura regional em todos os sentidos – até na fiscalização de limpeza e dos serviços públicos. “E todos saem ganhando”.

AGENDA DE TRABALHO NA ZONA NORTE === Nas outras prefeituras regionais da Zona Norte/Nordeste, os administradores estão ainda no conhecimento das funções e assuntos internos. A prefeita Rosmary Corrêa, de Santana/Tucuruvi/Mandaqui, passou a 2ª feira (02/01/2016) em várias reuniões internas para tomar conhecimento dos assuntos. Ela pretende ter ações efetivas nas ruas e de outros problemas no final desta semana ou começo da próxima. Mas confessa que está animada e que terá uma boa equipe para realizações na região. “É só uma pequena questão de tempo para os ajustes e já tenho alguns problemas para serem discutidos”, esclarece.

Já o novo prefeito regional de Casa Verde/Cachoeirinha/Limão, o empresário e advogado Paulo Cahim (que assumiu no lugar do indicado Marcos Gadelho, desistindo no dia 28/12/2016) e o responsável pela região da Freguesia do Ó/Brasilândia, Roberto Godoy,  estiveram  também em várias reuniões durante o dia tomando conhecimento da infra-estrutura da Prefeituras Regionais. Eles também divulgarão nos próximos dias as medidas e providências que tomarão nas suas respectivas regiões.

E o  prefeito regional de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros, Dário José  Barreto, teve um dia corrido. Logo pela manhã, a transmissão de cargo do antigo suprefeito Gilberto Rossi, que aconteceu no gabinete, e logo em seguida uma homenagem e boas vindas dos funcionários, no auditório da prefeitura regional. Depois, ele teve várias reuniões internas. E vai definir os trabalhos nos próximos dias.

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here