Dez entre dez brasileiros acham que vivem em cidades hostis e que o crescimento da violência é insuportável. Para ajudar a combater a agressividade que atua na sociedade de forma quase generalizada, o caminho também passa pelos bancos escolares, lugar ideal para se promover a multiplicação da cultura da paz

AÇÃO EM ESCOLA DA ZONA NORTE === Em 2000 alguns ganhadores do Prêmio Nobel da Paz que estavam em Paris para comemorar o 50º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos escreveram e doaram à humanidade o ‘Manifesto 2000 por uma Cultura de Paz e Não-Violência’ (veja abaixo). Passadas quase duas décadas, o tema continua infelizmente ainda bem atual devido ao aumento da violência (guerras civis, concentração da riqueza, crise humanitária, fome, entre outros fatores) e do individualismo nos quatro cantos do mundo.

Pensando nisso, a Coordenadoria Regional de Saúde Norte, por meio da Área Técnica de Atenção Integral a Pessoa em Situação de Violência (NPV) do Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS) e Programa Saúde na Escola (PSE), iniciaram  o “Projeto Educação para uma Cultura de Paz”, na Escola Municipal Vereador Antônio Sampaio (Rua Voluntários da Pátria, 733 – Santana – Fone 2221.5599). Estudantes e professores participarão da atividade, cujo foco é promover e inculcar a cultura de paz entre os participantes utilizando o sistema de ensino como suporte.

A ideia é tentar conscientizar e ajudar a desconstruir, no ambiente escolar, o padrão hoje dominante na sociedade, em que predominam a banalização da violência, o desrespeito, a indiferença, o poder do mais forte sobre o mais fraco, do mais rico sobre o mais pobre, do adulto sobre a criança, do mais jovem sobre o mais velho, do saudável sobre o doente.

MANIFESTO 2000 === Em novembro de 1997 a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou o ano 2000 como o Ano Internacional da Cultura de Paz. O Manifesto abaixo mostra a responsabilidade de cada ser humano na luta por transformar em realidade os valores, as atitudes e os comportamentos que ajudam a fomentar uma cultura de paz, para as próximas e atuais gerações.

“O ano 2000 precisa ser um novo começo para todos nós. Juntos podemos transformar a cultura da guerra e da violência em uma cultura de paz e não-violência. Essa evolução exige a participação de cada um de nós para transmitir aos jovens e às gerações futuras valores que os ajudem a construir um mundo mais digno e harmonioso, um mundo de justiça, solidariedade, liberdade e prosperidade.

A cultura de paz torna possível o desenvolvimento sustentável, a proteção do meio ambiente e o crescimento pessoal de cada ser humano.

Reconhecendo minha parte de responsabilidade ante o futuro da humanidade, especialmente com as crianças de hoje e de amanhã, eu me comprometo – em minha vida diária, em minha família, meu trabalho, minha comunidade, minha região e no meu país – a:

1 – Respeitar Toda Forma de Vida — Respeitar a vida e a dignidade de cada pessoa, sem discriminação ou preconceito;

2 – Rejeitar a Violência — Praticar a não-violência ativa, repelindo a violência em todas as suas formas: física, sexual, psicológica, econômica e social, em particular contra os mais vulneráveis, como crianças e adolescentes;

3– Liberar Minha Generosidade — Compartilhar meu tempo e meus recursos materiais, cultivando a generosidade, a fim de terminar com a exclusão, a injustiça e a opressão política e econômica;

4 – Escutar Para Compreender — Defender a liberdade de expressão e a diversidade cultural, privilegiando sempre a escuta e o diálogo, sem ceder ao fanatismo, à difamação e à rejeição do outro;

5 – Preservar o Planeta — Promover um comportamento de consumo responsável e um modelo de desenvolvimento que respeite todas as formas de vida e preserve o equilíbrio dos recursos naturais do planeta;

6– Reinventar a Solidariedade — Contribuir para o desenvolvimento da minha comunidade, propiciando a plena participação das mulheres e o respeito aos princípios democráticos, de modo a criar novas formas de solidariedade.                <<Com apoio de informações/fonte: Aline Oliveira – Coordenadoria Regional de Saúde-Norte / CRS-Norte >>

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here