Quem quiser conferir as imagens do andamento das obras do Trecho Norte do Rodoanel pode visualizar as fotos registrada por uma câmera acoplada a um drone. Essa é a primeira vez que o trecho é fotografado por esse tipo de equipamento.

As fotos em 360° são formadas por um conjunto de 180 imagens, capturadas a cada dois segundos. O aparelho, que faz uma varredura por toda a área, sobe a 120 metros de altura, limite permitido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).  Depois, com auxílio de um programa de computador, as imagens são agrupadas, formando então a foto em 360°.

O drone, de última geração, registrou três pontos:

Avenida Raimundo Pereira de Magalhães – link:  http://bit.ly/2oG1UaX

Trevo Fernão Dias – link: http://bit.ly/2pvfsGg

Obra de Arte Especial 204: link:  http://bit.ly/2pLujf2  —  que passa sobre a Estrada Santa Inês, no Jardim Itatinga, município de São Paulo.

Para o gerente de Planejamento da DERSA, João Lima, responsável por coordenar a captura das imagens, “além da beleza das fotos, este trabalho permite à Companhia analisar a evolução das obras e futuramente montar um histórico do empreendimento”. Ele destaca que pela extensão dos trechos fotografados não seria possível visualizá-los por inteiro sem a utilização da tecnologia.

Além da oportunidade que o público tem de ver as fotos em vários ângulos, técnicos e engenheiros podem acessar uma ampla visualização do moderno trabalho de engenharia civil implantado no empreendimento.

RODOANEL NORTE == O Rodoanel Norte é a maior obra rodoviária financiada pelo BID. A rodovia terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel. Tem início na confluência com a Avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116).

O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Com a abertura ao trânsito, prevista para março de 2018, o tráfego de passagem, sobretudo o de caminhões, será distribuído e desviado para o entorno da Região Metropolitana de São Paulo, melhorando o fluxo nas marginais e, consequentemente, o trânsito dos veículos de transporte coletivo.

Estima-se redução de 23% do volume diário médio de caminhões na Marginal Tietê, o que representa uma diminuição de 18,3 mil caminhões por dia após a conclusão da obra. << Com base em informações/Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo >>

aniversario bergamini

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here