Depois de quase dois anos, os moradores de Jaçanã/Tremembé passarão a contar efetivamente com o programa “Ruas Abertas”. Tendo como modelo a Avenida Paulista, onde a implantação deu certo até hoje, o programa não teve grande resultado espalhado pelas 32 subprefeituras do governo passado. Ruas foram escolhidas em audiências públicas junto à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), sem critérios mais fortes e com a participação parcial  de moradores e comerciantes. Sem o incentivo de atividades sociais, esportivas e culturais das Secretarias Municipais, o projeto ficou patinando todo este tempo. Com pouquíssima exceção, muitas ruas ficaram fechadas aos domingos e feriados nacionais sem uso e atividades.

RUA SEM UTILIDADE === Não foi diferente no Jaçanã/Tremembé, que a escolha através de um grande trecho  da Avenida Antônio César Neto, ao lado do Hospital São Luiz Gonzaga até a praça próxima do Centro Educacional Unificado (CEU) Jaçanã. O programa “Ruas Abertas” determinava o funcionamento aos domingos e feriados nacionais, das 10 às 16 horas, com o fechamento para o tráfego de veículos – com o controle do local por funcionários da antiga subprefeitura. O espaço de rua deveria ser ocupado e abertas para ciclistas e pedestres, além das atividades sociais, esportivas e culturais, que sem incentivo da antiga subprefeitura e das secretarias não decolou. E, consequentemente, não havia divulgação e incentivo para seu funcionamento.

NOVAS OPÇÕES === Nesta 4ª feira (28/06/2017), aconteceu na Prefeitura Regional de Jaçanã/Tremembé uma nova Audiência Pública para buscar novo rumo e incentivo ao programa “Ruas Abertas”. A proposta foi direcionada para substituição do antigo local (Av. Antônio César Neto) em outro ponto mais visível, de fácil acesso aos moradores e que seja efetivamente utilizado na proposta de lazer. A Prefeitura Regional e a CET estudaram várias possibilidades de ruas e avenidas para o novo local do programa, sendo considerados os trechos das Avenidas Luiz Stamatis, Guapira e Benjamim Pereira – a do Supermercado Sonda.

CET ESTUDA E EXPLICA === Na mesa, conduzindo a reunião, esteve a Coordenadora do Governo Local, Waleska Simone Conte Lima Brilhante, junto ao prefeito regional Alexandre Baptista Pires e os Supervisores de Esportes e Lazer (Manoel Rodrigo Ricardo) e da Cultura ( Thiago José de Sousa Guerra). O prefeito regional reafirmou na abertura do encontro,  a intenção de “abrir mais espaço para as atividades culturais e esportivas da região, até complementando para um polo turístico de resgate da história do Jaçanã” –  e o gestor de Trânsito Cássio Alves, do Gerenciamento de Tráfego Centro-Norte da CET, explicou detalhadamente em imagens de mapas através de um telão com as opções e as questões técnicas de cada local selecionado.

MAIS INCENTIVOS === Dos três locais pré-selecionados, a Avenida Benjamim Pereira oferece mais condições de fechamento de trânsito, aos domingos e feriados, e pode trazer maior fluxo de moradores. O trecho a ser interditado fica entre a Rua Capitão Nascimento até a Avenida Guapira, ao lado da Praça Dr. João Batista Vasquez,  e em frente ao Museu do Jaçanã – no mesmo local onde aconteceu a etapa do 1º Torneio de Tacobol – ver reportagem: “Na história do Jaçanã, ressurge o tacobol, o jogo do passado “(27/06/2017): http://bit.ly/2t4zHgt . Além de ser um local mais centralizado – perto do comércio e de locais de serviços, com várias linhas de ônibus — , possui  nas proximidades a instalação aos domingos de uma feira livre, que torna mais fácil o bloqueio do local e sem causar grande impacto no fluxo de veículos. Com esse local, haverá incentivo às visitações ao Museu do Jaçanã/Adoniram Barbosa, maior ocupação da praça (até com biblioteca móvel e locais para leituras) e as várias atividades de apresentações culturais e musicais, com incentivo aos artistas locais.

O NOVO LOCAL ESCOLHIDO === Depois de todas as explicações necessárias, a indicação do local na Av. Benjamim Pereira foi colocado em aprovação, que aconteceu por unanimidade por cerca de 30 pessoas presentes no encontro. A partir de agora serão levados procedimentos técnicos e legais para a transferência e implantação do novo local, que deverá estar funcionando daqui quatro domingos (30 dias), no máximo. Por outro lado, a Coordenadoria de Governo Local – através das Supervisões de Cultura e Esportes – fará o planejamento das atividades (teatrinho, fantoche, contação de estórias,  espaços musicais e esportivos – e outras várias opções de lazer) e até de trabalho e empreendedorismo com o apoio de várias Secretaria Municipais.

RUAS DE LAZER ==  Existindo há 40 anos, as “Ruas de Cultura e Lazer também funcionam aos domingos e feriados nacionais, das 10 às 16 horas. Mas é diferente do programa “Ruas Abertas”, já que o pedido de fechamento da rua – com uma série de requisitos – é de interesse e solicitado por moradores do local, através de abaixo assinado e formação de uma Comissão de 10 moradores. Depois de aprovação, o local é interditado pela CET para o trânsito de automóveis e liberado para a convivência e lazer dos moradores das imediações. O requerimento de pedido deve ser feito através da Prefeitura Regional e com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação. Mas o funcionamento, material, responsabilidade e atividades ficam por conta da Comissão dos Moradores . << Veja reportagem sobre a Rua de Lazer na Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros >>

NA ZONA NORTE === No mesmo estado de “abandono” estão as “Ruas Abertas” nas Prefeituras Regionais de Vila Maria/Vila Guilherme/Vila Medeiros (ao lado da Casa de Cultura Vila Guilherme-Casarão, na Praça Oscar da Silva), Santana/Tucuruvi/Mandaqui (na Av. Luiz Dumont Villares em frente à Praça Nossa Senhora dos Prazeres — que funcionou só em duas semanas iniciais – e nunca mais!), Casa Verde/Cachoeirinha/Limão (na Av. Koshun Takara no Peri/Cachoeirinha – a única que deu um pouco certo, mas precisaria de mais incentivos) — e na Zona Norte/Nordeste: Freguesia do Ó/Brasilândia, Pirituba/Jaraguá e Perus — que também necessitam de revisão e maior incentivo.

O exemplo foi dado pela Prefeitura Regional de Jaçanã/Tremembé, agora é a vez de todos se mexerem para melhorar o projeto e torná-lo útil à população. Ao mesmo tempo, com apoio e trabalho das Secretarias Municipais de Cultura, de Esportes, do Verde e do Meio Ambiente, do Trabalho e Empreendedorismo – e outras.

====

CN Institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora