da Redação DiárioZonaNorte

O Conselho Comunitário de Segurança – CONSEG de Água Fria/Mandaqui/Tremembé, realizou sua reunião mensal na última  2ª feira (19/03/2018) – sempre às terceiras 2ªs feiras do mês.  Cerca de 40  pessoas compareceram à reunião comandada por Silvonei Amaro,  no teatro do  Colégio Estadual Doutor Octávio Mendes – CEDOM  na tradicional Rua Voluntários a Pátria, em Santana — em frente à Caixa D´Água da Sabesp.

Além do presidente do CONSEG   Silvonei Amaro e da  secretária   Simone  Molnar,   a mesa foi composta com os prefeitos regionais Alexandre Pires (Jaçanã/Tremembé)e Rosmary Corrêa ( Santana / Tucuruvi / Mandaqui ), Iara Ferreira (Supervisora da UVIS Jaçanã/Tremembé),  Ana Paula Teixeira (Supervisora da UVIS Santana/Tucuruvi), Tenente Corrêa Neto (representando o Capitão Reco)  da  2ª CIA do 43° BTM/PM,  Inspetor  Bueno (representando o Comandante Renato Sampaio) da Inspetoria de Santana da Guarda Civil Metropolitana, Dra. Rita de Cássia (presidente da comissão dos Consegs da OAB/SP – Seção  Santana).  Não houve as presenças de representantes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Sabesp e  Ilume. Idem para os representantes do  20º  DP, que estavam envolvidos no momento, em uma operação policial.  A reunião acontece com o apoio de organização de Alfredo Amaral dos Santos e Camila Santos. Não houve execução do hino nacional e nem a leitura da ata, com as demandas da última reunião — ou mesmo um resumo.

As demandas === Aberta a reunião à platéia, foram apresentadas demandas envolvendo segurança pública e o crescente número de roubos, na região do Barro Branco e Jardim Franca.  Uma queixa recorrente foi a  falta de iluminação pública  nas ruas dos dois barros, o que facilita a ação dos ladrões.  Outro ponto abordado foi a implantação do programa “Vigilância Solidária”, onde um grupo de pessoas é montado via WhatsApp e é escolhido um tutor para o grupo (todos os integrantes do grupo, antes de serem adicionados, preenchem uma ficha e sua vida criminal é checada).  Esse grupo de WhatsApp é ligado diretamente ao Comandante do Batalhão de Polícia e qualquer irregularidade na região que o grupo abrange, pode ser acionado imediatamente.  Também é feita uma faixa informando que a rua pertence ao “Programa Vigilância Solidária”.  Comprovadamente, onde o programa é implantado, existe uma redução na criminalidade.

Poda de árvores === Outros munícipes solicitaram a poda de árvores, em suas regiões. De acordo com eles, com as chuvas e ventos, os fios que estão envolvidos pelos galhos das árvores se desconectam dos postes e causam quedas de energia elétrica, desligando os sistemas de segurança (câmeras, alarmes e cercas elétricas).

Comerciantes estabelecidos na Rua Ezequiel Freire,  reclamam dos ônibus bi-articulados que estacionam ao longo da rua, na espera de vaga no Terminal de Ônibus de Santana. Os veículos tiram a visibilidades das lojas e atrapalham o trânsito.  A demanda será encaminhada para a SPTrans, responsável pelo terminal de ônibus.

Febre Amarela & Cia === Em sua fala,  Iara Ferreira (Supervisora da UVIS Jaçanã/Tremembé), fez um balanço sobre a Febre Amarela e lembrou que, a vacina é um dos meios de combate. Na sua forma urbana, o vetor da Febre Amarela é o Aedes Aegypti, também transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika. E é na erradicação dos  criadouros do mosquito, que se pode combater  e evitar  efetivamente as doenças.  Após receber a notificação de uma destas doenças, a UVIS tem apenas 24 horas, para fazer uma varredura na região do entorno do paciente, a procura de focos do mosquito.  E é ai, que consiste o problema. As pessoas não abrem suas casas, para a entrada do agente de saúde realizar a vistoria  nos quintais das casas.

Ana Paula Teixeira (Supervisora da UVIS Santana/Tucuruvi) endossou as palavras de Iara Ferreira e lembrou que, a região do Jardim França é a que mais apresenta resistência, onde 90% dos imóveis não permitem a vistoria. O problema básico é o medo das pessoas, em abrir sua porta para  um suposto “estranho” entrar em sua casa.  Ana Paula lembrou da necessidade da comunidade auxiliar no processo, desenvolvendo mecanismos pró vistoria.  Veja vídeo da participação de Iara Ferreira e Ana Paula Teixeira  na reunião aqui.

Novos contratos === O prefeito regional Alexandre Pires falou aos presentes sobre  as atividades de zeladoria.  Os novos contratos foram postergados, devido aos questionamentos do Tribunal de Contas do Município.  O prefeito regional Pires lembrou que é legítimo o questionamento do TCM, porém ele é moroso, pelo próprio rito do órgão.  Ora um pede vistas, ora outro pede nova documentação para juntar ao processo e só após esse trâmite, vai a plenário.  E que, agora, após um ano, os novos contratos foram autorizados. Já houve a licitação e até o mês de julho, as novas equipes devem efetivamente estar nas ruas.   O prefeito Alexandre Pires também falou sobre a doação de um mini trator, pelo Hipermercado Bergamini “que vai morar em nossas praças”.  Com a doação, o município ganha um equipamento e a Prefeitura Regional de Jaçanã/Tremembé ganha agilidade no corte de mato e grama.   Sobre a poda de árvores, Pires informou aos presentes que todas as árvores que receberão poda já foram laudadas, pelos engenheiros agrônomos e assim que as equipes iniciarem seus trabalhos, os serviços serão executados..

A prefeita regional Rosmary Corrêa, fez  suas as palavras do prefeito Alexandre Pires. Lembrou que a situação  não é exclusiva de Jaçanã/Tremembé ou Santana/Tucuruvi/Mandaqui e sim das 32 prefeituras regionais.  E também informou que as árvores de sua região também já foram laudadas,  para que a poda ganhe rapidez. Para a munícipe que informou que “paga uma pessoa para podar mensalmente as árvores em frente à sua casa”, a prefeita regional lembrou que “podar árvores, sem autorização emitida pela Prefeitura Regional  e publicada no Diário Oficial, é crime ambiental e passível de detenção”.  Também lembrou que por força de lei, a Prefeitura Regional não pode entrar em áreas particulares, efetuar o trabalho e posteriormente mandar a conta para o munícipe – proprietário da área.

A próxima reunião do Conseg Água Fria/Mandaqui/Tremembé, acontecerá no próximo dia 16 de abril de 2018, no mesmo local.

Veja a cobertura fotográfica, publicada na fanpage do DiárioZonaNorte  aqui.

 

 

 

sicredi_institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora