O Tremembé completa 127 anos.  O nome Tremembé é originário da língua tupi (Tirime’mbé “Tere-membé”) e significa alagadiço.  O bairro do Tremembé, pertencente ao distrito homônimo, surgiu em 1890, e seu aniversário é comemorado em seu dia oficial, 10 de novembro (Lei municipal 11.544).

A origem === Nasceu do desmembramento da fazenda da família Vicente de Azevedo em chácaras e glebas médias, no final do século 19. Tudo indica que a sede da fazenda ficava na esquina da Avenida Nova Cantareira com a rua Maria Amália Lopes Azevedo, por isso o nome Fazendinha para a região. Na década de 1910 os filhos de Pedro Vicente de Azevedo e Maria Amália Lopes de Azevedo criaram a Cia Villa Albertina de Terrenos, dando início ao loteamento em moldes urbanos.

Devido a seu relevo e vegetação de pé da serra, que lembravam paisagens europeias, foi muito procurado por portugueses, italianos, alemães e eslavos no começo do século XX. Até recentemente tinha uma expressiva população de alemães. O restaurante Recreio Holandês, da família teuto-holandesa Van Enck, funcionou por 50 anos na Fazendinha, e era uma referência da Zona Norte em toda a cidade.

Tramway da Cantareira === Por um tempo, o bairro permaneceu relativamente isolado, devido ao relevo, e também porque a região norte da cidade foi a última a se desenvolver. Até os anos 1950, o principal acesso ao bairro se dava através da linha de trem, o Tramway da Cantareira, surgida em 1894 para auxiliar na construção dos reservatórios de água da cidade. A estação Tremembé era a penúltima, antes da estação Cantareira. A operação da linha de trem foi encerrada em 1964.

Resultado de imagem para Tremembé: São Paulo Tramway Tremembé

Dois livros contam a história detalhada do distrito do Tremembé: São Paulo Tramway Tremembé, vol. 1 (capa verde) e vol. 2 (capa marrom), de autoria de Eduardo Britto. O vol. 2 ainda está disponível na banca de jornal na praça dona Mariquinha Sciascia, no centro do Tremembé.

Área Verde === É provavelmente a região urbana com maior densidade de área verde na cidade. Junta-se à vegetação das ruas e terrenos as extensas matas do Horto Florestal e do Parque Estadual da Cantareira, que ficam em volta – parte do parque pertence ao distrito vizinho Mandaqui.

Porém, o crescimento imobiliário, com a transformação de pequenos terrenos em condomínios horizontais, tem feito diminuir a cobertura vegetal. Ainda é uma região pouco verticalizada, o que a diferencia de outros distritos da cidade.

O distrito do Tremembé (o 4º em tamanho entre os 96 distritos da cidade) inclui diversos bairros. Em áreas mais distantes, loteamentos clandestinos colocam em risco as áreas de mananciais junto à serra, devido ao desmatamento e à urbanização sem planejamento.

Tremembé tem um forte vínculo de participação comunitária entre suas entidades, das quais vale destacar o Lions e o Rotary locais, a paróquia São Pedro, o Fundação Gol de Letra e várias outras, que costumam se integrar para realizar ações.

Abriga o Instituto Florestal, onde está o Horto Florestal, criado no final do século XIX por Albert Löfgren. A partir daí também se atinge um dos núcleos do Parque da Cantareira, reserva de Mata Atlântica que pertence à Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo.

Também encontra-se no distrito a tradicional escola da região, EE Arnaldo Barreto, criada no ano de 1922 e com funcionamento até os dias atuais. << Fonte: Wikipédia >>

 

Organicos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora