da Redação DiárioZonaNorte ===

<<< Em primeira mão >>> === Depois de uma situação crítica apresentada na publicação da reportagem “exclusiva” do DiárioZonaNorte, o governo de Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo, reviu seu posicionamento e abriu imediatamente vagas para um reforço na contratação de 107 profissionais para o Conjunto Hospitalar do Mandaqui, na Zona Norte. O anúncio foi feito nesta 3ª feira (27/03/2018), dois dias após a veiculação da reportagem – veja aqui

Depois de edital publicado no Diário Oficial do Estado (*), logo em seguida foi emitido comunicado assinado pelo Secretário de Estado da Saúde, David Uip, onde estão definidas as contratações de 17 médicos, sendo  14 da área de Clínica Médica e três de Pediatria, que atuarão especificamente no Pronto Socorro. O quadro também ganha 27 novos enfermeiros e 63 técnicos de Enfermagem. Segundo a observação, a finalidade é qualificar o atendimento à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS), sobretudo moradores da Zona Norte, onde o Hospital do Mandaqui está localizado.

Os médicos serão chamados  pela modalidade de Contrato por Tempo Determinado (CTD) e os profissionais de Enfermagem foram aprovados em concursos públicos promovidos pela Secretaria.

“O governo paulista segue empenhado em aprimorar o atendimento à população usuária do SUS. O aumento da equipe do ‘Mandaqui’ com profissionais qualificados contribuirá para melhorias, em termos quantitativos e qualitativos, nesse importante serviço estadual de saúde”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

A reportagem teve uma enorme repercussão no DiárioZonaNorte e em sua fanpage, batendo números expressivos de acessos. Ao mesmo tempo, a mesma reportagem foi encaminhada para todos os deputados estaduais – principalmente da Comissão de Saúde -, e outros deputados federais, senadores e os vereadores – incluindo também a  Comissão de Saúde.

Protesto e abraço no hospital === Houve o anúncio,  agora espera-se a rapidez nas contratações – mesmo porque o Pronto Socorro Adulto está fechado e só recebe emergências. A situação no Hospital do Mandaqui não é das melhores, ainda na questão de funcionários e condições técnicas. Haverá nesta 4ª feira (28/03/2018), às 7 horas da manhã, um protesto com saída da Rua Dona Luiza Tolle com a Rua César Zamma, seguindo até a entrada do hospital na Rua Voluntários da Pátria, 4.301 – convocado pelos médicos, funcionários e conselheiros – com todos os participantes em mãos dadas e um abraço fraternal no local para mostrar a situação em que está naquele hospital. Em seguida, às 9 horas, está marcada já com antecedência a reunião ordinária do Conselho Gestor. <<Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde >>


(*)  Diário Oficial Poder Executivo – Seção I – Atos do Governador

DESPACHOS DO GOVERNADOR DESPACHOS DO GOVERNADOR, DE 26-3- 2018 == No processo SS-139-18 (SG-358.054-18), sobre autorização para a abertura de concurso público: “Diante dos elementos de instrução do processo, da exposição de motivos do Secretário da Saúde e com fundamento na LC 1.093-2009, regulamentada pelo Dec. 54.682-2009, autorizo, em caráter excepcional, a Secretaria da Saúde a adotar as providências necessárias para a contratação, por tempo determinado, dos cargos abaixo relacionados, para o Conjunto Hospitalar do Mandaqui, na seguinte conformidade:

1. 17 Médicos I, por meio de abertura de processo seletivo simplificado;

2. 27 Enfermeiros e 63 Técnicos de Enfermagem, mediante o aproveitamento de remanescentes de processo seletivo simplificado vigente, observadas as disponibilidades orçamentárias e financeiras e obedecidos os demais preceitos legais e regulamentares atinentes à espécie.

CN Institucional

1 COMENTÁRIO

  1. Graças a Deus. Meu filho faz tratamento no mandaqui e vamos da Bahia de 6/6 meses pra São Paulo. Esse hospital e os médicos que trabalham nele foi essências pra salvar e cuidar da vida do meu filho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora